Família abandona avião por bebê estar sem máscara e acusa aérea de antissemitismo

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Uma companhia aérea americana está sendo acusada de antissemitismo após retirar uma família judaica porque seu bebê estava sem máscara. O caso aconteceu num voo da Frontier Airlines, companhia aérea de ultra-baixo-custo dos EUA, entre Miami e o Aeroporto LaGuardia, em Nova Iorque.

No fim do embarque para o voo, segundo testemunhas, parte da tripulação teria questionado um casal de judeu do porquê de o bebê não estar de máscara. O casal rebateu falando que não era obrigatório segundo a própria política da empresa, que exige máscaras apenas em crianças com mais de 2 anos, o que é recomendado pelos médicos porque os pequenos podem se sufocar com a máscara.

Uma confusão se formou, mas o casal acabou se levantando e saindo da aeronave. Outros judeus que estavam a bordo do avião começaram a questionar a tripulação sobre a atitude, momento em que a família ganhou apoio de uma parte dos viajantes. Houve gritaria e a tripulação foi xingada, sob o argumento de que estavam cometendo um erro.

Com a confusão aumentando, todos foram desembarcados e o voo acabou sendo cancelado. Em outro vídeo acima, um homem de origem árabe questiona o policial do porquê de todos serem desembarcados e afirma que a tripulação estava falando “coisas sujas” sobre os passageiros, enquanto eles saíam.

Testemunhas também apontaram que, após o casal sair, a tripulação teria comemorado batendo as mãos e dizendo “belo trabalho para estes judeus”.

A Frontier Airlines acabou se posicionando no Twitter e foi duramente criticada. A empresa afirma que “um grande grupo de adultos não usou máscara e força federal foi necessária para que a lei fosse cumprida e eles fossem desembarcados. O problema não foi o bebê de menos de 2 anos não ter usado a máscara”.

O Conselho de Judeus Ortodoxos dos EUA afirmou que irá processar a Frontier Airlines e também sua proprietária, a Indigo Partners.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Lote de mais 5 milhões de doses da vacina do Butantan...

0
Uma nova remessa de matéria-prima da fábrica da biofarmacêutica Sinovac Life Sciences para o Instituto Butantan chegou na manhã de ontem