Início Acidentes e Incidentes Fatalidades em acidentes aéreos sobem em 2020, mas números são enviesados

Fatalidades em acidentes aéreos sobem em 2020, mas números são enviesados

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Airbus A320 PIA Pakistan International Airlines
Imagem: Shadman Samee [CC] via Wikimedia

O número de fatalidades em acidentes de avião de passageiros aumentou no ano de 2020, mesmo com a grande queda no movimento de aeronaves em razão da pandemia.

Além disso, o número acaba sendo enviesado pela queda do jato da Ukraine International Airlines que, na verdade, foi derrubado pelo Irã em janeiro de 2020 e que contabilizou 167 vítimas (mais da metade do total). Ou seja, não tratou-se de uma situação de problema com a aeronave ou com a tripulação ou manutenção, mas de um fator externo longe do controle.

Após o acidente do avião da Ukraine International, o segundo mais mortal foi o no Paquistão em maio, quando um A320 caiu por erro dos pilotos, levando 98 pessoas.

As companhias aéreas reduziram drasticamente os voos em 2020 por causa da pandemia do coronavírus. O Flightradar24 relata que o declínio do ano passado foi de 42%, para 24,4 milhões. Enquanto isso, viajar de avião segue sendo um dos meios de transporte mais seguros que existe, com uma taxa de incidentes e acidentes muito baixa.

Fatalidades

A reportagem da BBC, que cita números levantados pela consultoria holandesa To70, conta que houve 40 incidentes graves com grandes aviões de passageiros no ano passado, dos quais cinco foram fatais, resultando em 299 mortes. Em 2019, houve quase o dobro do número de acidentes (86), dos quais 8 foram fatais. Na época, 257 pessoas morreram, observou a empresa.

Outra comparação mostra que, em 2020, ocorreram 0,27 acidentes fatais por milhão de voos ou um acidente fatal para cada 3,7 milhões de voos, em comparação com 0,18 acidentes fatais por milhão de voos em 2019.

Nas últimas duas décadas, as taxas de mortalidade na aviação caíram dramaticamente. Em 2005, houve 1.015 mortes em acidentes de avião em todo o mundo. Nos últimos cinco anos, houve uma média de 14 acidentes fatais, levando a 345 mortes por ano.

2017 foi o ano mais seguro da aviação, quando houve apenas dois acidentes fatais com 13 mortes.