Federação Internacional de Pilotos emite dura nota sobre o desvio do voo da RYR-4978

Avião Boeing 737-800 Ryanair
Imagem: Michael Oldfield / CC BY-SA 4.0, via Wikimedia

A Federação Internacional de Associações de Pilotos de Linha Aérea e a European Cockpit Association se pronunciaram sobre o desvio do voo 4978 da Ryanair, que teria sido obrigado a pousar na Bielorrússia após interceptação por caças da força aérea local.

Confira a nota na íntegra

A IFALPA e a ECA compartilham totalmente das preocupações expressas pela Organização de Aviação Civil Internacional (ICAO) em relação ao pouso forçado de voo 4978 da Ryanair em Minsk, Bielorrússia, em 23 de maio. 

Os pilotos estão preocupados com o fato de a intervenção da Força Aérea da Bielorrússia ter sido decretada por motivos políticos, em violação da Convenção de Chicago, e equivale a um ato de interferência ilegal, com todas as marcas de sequestro patrocinado pelo Estado.

Solicitamos uma investigação independente sobre esta ocorrência e uma resposta imediata apropriada por parte das autoridades. Este ato sem precedentes, de interferência ilegal, irá potencialmente derrubar todas as suposições sobre a resposta mais segura a ameaças de bomba em voo e interceptações. Sem informações confiáveis ​ ​​dos Estados e dos provedores de serviços de navegação aérea, lidar com esses tipos de eventos torna-se muito mais arriscado de gerenciar.

A IFALPA e a ECA destacam que o piloto em comando tem sempre a melhor visão geral da situação real a bordo e deve ser capaz de reagir com o nível de risco, independentemente das circunstâncias externas. Quaisquer medidas tomadas pelos Estados para lidar com uma ameaça específica devem aumentar a capacidade da tripulação de avaliar a situação por completo.

Qualquer intervenção militar contra uma aeronave civil constitui um perigo intencional para a segurança dos passageiros e tripulantes. A IFALPA e a ECA exortam os Estados e a Comunidade da Aviação Internacional a investigarem e a tomarem medidas rápidas contra ocorrências semelhantes. Solicitamos também à companhia aérea que forneça total apoio aos pilotos e tripulantes de cabine, tanto durante a investigação quanto em relação ao seu bem-estar físico e mental após um evento tão desafiador e estressante.

Sobre a entidade

A Federação Internacional de Associações de Pilotos de Linha Aérea representa mais de 100.000 pilotos em quase 100 países ao redor do globo. A missão da IFALPA é promover o mais alto nível de segurança da aviação em todo o mundo e ser o defensor global da profissão de piloto; fornecendo representação, serviços e suporte aos nossos membros e à indústria da aviação.

A ECA é o órgão representativo de mais de 40.000 pilotos de toda a Europa, buscando os mais altos níveis de segurança da aviação e promovendo os direitos sociais e o emprego de qualidade para os pilotos no continente.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias