Filha escreve carta no 1º voo de seu Pai, que é surpreendido pela tripulação da Azul

Uma carta escrita à mão e um pedido especial foram o necessário para que o primeiro voo de um homem de 65 anos se tornasse mais do que especial.

Foto: Patrícia Cristina Alves

Tudo aconteceu durante um voo da Azul Linhas Aéreas saindo de Campinas, no qual embarcaram José (ou apenas “Zé”) e sua filha Josimara. O pai de 65 anos nunca tinha voado de avião, apesar de ser um grande sonho. Mas sabia o Seu Zé que seu desejo viria a se tornar realidade com a ajuda das filhas Josi e Patrícia.

As jovens se juntaram nesse objetivo e compraram uma passagem para o pai. E o que já seria um dia incrível para Seu Zé, ficou ainda melhor com a cartinha e as palavras especiais dedicadas da filha Josi – e que foram compartilhadas em uma rede social pela sua irmã, Patrícia.

A cartinha, escrita à mão, foi entregue para os comissários da Azul Linhas Aéreas antes do voo. Ela dizia assim:

“Bom Dia! Hoje é a primeira vez em 65 anos que o meu pai anda de avião. Com muito sacrifício e empenho, compramos a passagem. Por favor, gostaria que você desejasse uma boa viagem à ele, como uma forma de carinho e atenção. Ele se chama Zé. Hoje é o dia mais feliz da vida dele, obrigada, Josi (filha)”.

Com a cartinha em mãos, a tripulação não só deu uma atenção especial ao Seu Zé, como tirou fotos com o passageiro estreante, que disse ter amado sua primeira experiência nos céus.

A história compartilhada pela filha viralizou em vários canais da web, recebendo dezenas de comentários. Parabéns ao Seu Zé pelo seu primeiro voo, que seja o primeiro de muitos! E Feliz Dia dos Pais.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Casal goiano alega na justiça que empresa aérea colombiana atrapalhou sua...

0
A 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás aumentou para R$ 10 mil a indenização, por danos morais, que uma família vai receber