Início Empresas Aéreas Fim da comida de graça em voos curtos da alemã Lufthansa

Fim da comida de graça em voos curtos da alemã Lufthansa

A Lufthansa informou na terça-feira (17) que substituirá o bufê de bordo incluso na passagem para classe econômica pelo serviço de compra de alimentos em voos de curta duração. O grupo era um dos últimos da Europa a ainda servir comida e bebida sem cobrança paralela em algum tipo de voo.

A mudança deve começar na primavera de 2021, que se inicia em março, mas sem data específica definida. O serviço de compra a bordo será introduzido, aos poucos, em todas as operadoras do Grupo Lufthansa, incluindo a Austrian Airlines e a SWISS. Em comunicado à imprensa, um porta-voz informou que o serviço de compra começará pela companhia suíça, antes de chegar à matriz alemã. Os detalhes completos, contudo, não devem ser divulgados por enquanto.

Divulgação Lufthansa

O portal Paddle Your Own Kanoo lembra que, com a pandemia de COVID-19 derrubando as receitas de companhias aéreas em todo o mundo, mudanças do tipo são esperadas. As companhias aéreas de baixo custo já oferecem a modalidade de compra a bordo há muito tempo e a medida é vista como uma forma de diminuir o impacto financeiro. As companhias tradicionais tentam, a todo custo, cortar despesas e levantar receitas.

A mudança não chega a ser uma novidade completa para os passageiros da companhia. Nos últimos anos, a Lufthansa passou a oferecer apenas meio sanduíche frio e bebida nas rotas menores. Por um breve período no ano passado, greves na divisão de catering levaram a empresa aérea a oferecer apenas uma barra de chocolate em muitos voos de curta distância.

Em declaração à imprensa, Christina Foerster, membro do conselho executivo da Lufthansa, disse que a alteração permitirá que passageiros tenham acesso a bilhetes mais baratos e paguem pelo que efetivamente consumirem durante a viagem. “Com uma oferta de alta qualidade disponível para compra, nossos passageiros poderão decidir o que comer e beber em sua viagem”, disse a executiva. “O foco será em produtos frescos e uma seleção de lanches”, completa.

A Lufthansa continuará com o bufê de cortesia para passageiros da Classe Executiva, mas também nesse serviço deve haver cortes.

Sair da versão mobile