Flyadeal cancela pedidos do 737 MAX e terá frota 100% Airbus

A low-cost saudita Flyadeal é a primeira aérea a cancelar definitivamente e oficialmente todas suas encomendas do Boeing 737 MAX, optando por uma frota totalmente Airbus.

© Boeing

A companhia é uma subsidiária da aérea de bandeira Saudia Airlines, e foi uma das últimas a encomendar o 737 MAX em 21 de dezembro do ano passado num pacote com 50 jatos, sendo 30 pedidos firmes e 20 opções de compra.

O negócio foi fechado inclusive após a queda do jato da Lion Air, porém após o segundo acidente fatal com o modelo envolvendo um MAX da Ethiopian Airlines em março, a empresa começou a reavaliar a encomenda.

No mês passado a Saudia Airlines fechou negócio durante o Paris Air Show com a Airbus para exatos 50 jatos A320neo da Airbus, concorrente direto do 737 MAX.

Desde o fim da feira se especulou se os jatos iriam para a aérea principal oua para sua subsidiária de baixo-custo, e hoje a Bloomberg confirmou que os aviões vão para a Flyadeal.

Agora serão 50 jatos para a Flyadeal, além de 50 para a Saudia (incluindo aí 15 dos recém-lançados A321XLR) e opção para mais 35 aviões da família A320neo (A320neo/A321neo/A321LR/A321XLR).

Atualmente a Flyadeal opera para oito destinos domésticos com uma frota de 11 aviões Airbus A320ceo.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias