Flyadeal cancela pedidos do 737 MAX e terá frota 100% Airbus

A low-cost saudita Flyadeal é a primeira aérea a cancelar definitivamente e oficialmente todas suas encomendas do Boeing 737 MAX, optando por uma frota totalmente Airbus.

© Boeing

A companhia é uma subsidiária da aérea de bandeira Saudia Airlines, e foi uma das últimas a encomendar o 737 MAX em 21 de dezembro do ano passado num pacote com 50 jatos, sendo 30 pedidos firmes e 20 opções de compra.

O negócio foi fechado inclusive após a queda do jato da Lion Air, porém após o segundo acidente fatal com o modelo envolvendo um MAX da Ethiopian Airlines em março, a empresa começou a reavaliar a encomenda.

No mês passado a Saudia Airlines fechou negócio durante o Paris Air Show com a Airbus para exatos 50 jatos A320neo da Airbus, concorrente direto do 737 MAX.

Desde o fim da feira se especulou se os jatos iriam para a aérea principal oua para sua subsidiária de baixo-custo, e hoje a Bloomberg confirmou que os aviões vão para a Flyadeal.

Agora serão 50 jatos para a Flyadeal, além de 50 para a Saudia (incluindo aí 15 dos recém-lançados A321XLR) e opção para mais 35 aviões da família A320neo (A320neo/A321neo/A321LR/A321XLR).

Atualmente a Flyadeal opera para oito destinos domésticos com uma frota de 11 aviões Airbus A320ceo.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos