Flybondi e JetSmart querem rotas ao Peru para ocupar espaço de Avianca e Latam

Avião Boeing 737-800 Flybondi
Imagem: Flybondi

Nas últimas semanas, as empresas low-cost argentinas FlyBondi e JetSmart têm procurado o governo peruano visando ocupar futuramente um espaço deixado por Latam Argentina e Avianca Peru, após ambas encerrarem operações. Importante salientar que a JetSmart fala inclusive sobre abrir uma subsidiária no Peru, diferente da FlyBondi que almeja apenas incrementar a ligação aérea da Argentina com o país andino. Se chegarem a um acordo, será a oportunidade de ambas entrarem na lucrativa rota de Buenos Aires a Lima.

Segundo o Aviacionline, no ano passado, a rota Buenos Aires-Lima transportou 783.000 passageiros, segundo as estatísticas do anuário da ANAC Argentina 2019, logo à frente do Rio de Janeiro (779.000) e atrás de Miami, com 859.000 passageiros. 

No caso da Flybondi, o processo estaria mais adiantado e se ela obtiver a designação de Operador Aéreo no Peru e as correspondentes autorizações locais, a empresa estará em posição de começar a operar a rota imediatamente, uma vez que solicitou autorização – e foi concedida – nas audiências públicas da ANAC em 2017-2018.

Ainda conforme o Aviacionline, embora se desconheça qual cidade argentina será conectada a Lima, deve-se lembrar que Flybondi solicitou ao regulador local 221 conexões com a capital peruana, saindo de Bariloche, Mendoza, Cördoba, Rosário, Salta e Puerto Iguazú, além de Buenos Aires. No entanto, isso apenas abre opções, mas não significa que a empresa fará todas essas rotas.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias