FlyBondi responde às declarações de seu fundador e (agora) ex-membro do Conselho

Avião Boeing 737-800 Flybondi
Imagem: Flybondi

Após a publicação das polêmicas declarações de Julian Cook, um dos fundadores da FlyBondi, a empresa de baixo custo argentina, entrou em contato com um release contendo informações sobre seu posicionamento ante às declarações do empresário.

Leia na íntegra o comunicado intitulado “FlyBondi pediu que Julian Cook renunciasse a seu cargo de membro do Conselho”:

“Cook deixou as funções de CEO da Flybondi em dezembro de 2018, informação que foi oportunamente comunicadas pela empresa. A partir de então e durante meses, ocupou uma posição como membro do Conselho de Administração da empresa, mas sem afetar a gestão da empresa aérea, posição a qual acaba de renunciar.

Assim, é importante informar que as opiniões de Julian Cook são de caráter pessoal e não refletem os interesses da empresa.

A respeito do assunto, Peter Yu, sócio-gerente do Cartesian Capital Group, o maior acionista da Flybondi, comentou: “Li com consternação e decepção as recentes declarações pessoais de Julian Cook, sobre as autoridades do governo atual e do próximo. Essas foram as opiniões pessoais de Cook e não refletem as opiniões da FlyBondi e de seus acionistas. O Conselho da Flybondi solicitou e recebeu a renúncia de Julian Cook como diretor. Flybondi não é uma organização política. Nossa lealdade é com nossos passageiros e com poder oferecer viagens aéreas convenientes e acessíveis para todos os argentinos.

Sebastián Pereira, CEO da Flybondi, adicionou: “A Flybondi é uma empresa que registra um histórico de grandes mudanças indústria como um mercado mais amplo, preços mais baixos, milhares de postos de trabalho diretos e indiretos, e províncias mais e melhor conectadas. Estes resultados são produto de um trabalho conjunto com todos os governos, nacional e provinciais, em prol da conectrividade do país. E segiremos nessa mesma linha com as novas autoridades. Nosso único compromisso é com o país, que está baseado em um projeto de investimento e crescimento de longo prazo.

A Flybondi iniciou suas operações na Argentina em 2018, e em menos de dois anos operação, já é a terceira maior linha aérea do país com uma participação de mercado de 9% e mais de 2 milhões de passageiros transportados.”

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.