Início Aviação Militar Força Aérea Brasileira reativa Comando Aéreo Norte, em Belém (PA)

Força Aérea Brasileira reativa Comando Aéreo Norte, em Belém (PA)

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Em uma cerimônia realizada nesta última segunda-feira, dia 5 de abril, a Força Aérea reativou seu Comando Aéreo na região norte do país.

Imagem: Sargento Johnson Barros / CECOMSAER

A Força Aérea Brasileira (FAB) anuncia que reativou o Comando Aéreo Norte (I COMAR) nessa segunda-feira (05), durante cerimônia militar realizada na cidade de Belém (PA). A atividade cumpre a Diretriz do Aprimoramento da Reestruturação do Comando da Aeronáutica (COMAER), cujos objetivos são separar as atividades administrativas das operacionais, elevar o nível de prontidão operacional e a capacidade de dissuasão, além de restabelecer a representatividade da Força Aérea na região Norte.

A cerimônia militar foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, que foi recebido pelo Secretário de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar José Augusto Crepaldi Affonso. Estavam presentes no evento, ainda, demais Oficiais-Generais, Comandantes, Chefes e Diretores de Organizações Militares.

Durante a solenidade, o Major-Brigadeiro do Ar Mauricio Augusto Silveira de Medeiros foi empossado no cargo de Comandante do Comando Aéreo Norte. 

“Trabalharemos com uma estrutura reduzida, em comparação àquela que existiu no passado. Nosso foco estará na supervisão, na coordenação e no controle da gestão administrativa das Organizações Militares subordinadas”, ressaltou o Oficial-General, em seu discurso.

Imagem: Sargento Johnson Barros / CECOMSAER

O Tenente-Brigadeiro Crepaldi destacou a relevância do I COMAR, Organização subordinada à Secretaria de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica (SEFA).

“A reativação do Primeiro Comando Aéreo Regional caracteriza mais um importante passo no processo de reestruturação da Força Aérea Brasileira, pois traz consigo a referência e a representatividade necessárias da Força Aérea nos estados do Pará, Amapá e Maranhão, região correspondente à Amazônia Oriental”, pontuou.

Acompanhe o vídeo:

Informações pela Força Aérea Brasileira

Sair da versão mobile