Foto mostra que Boeing 767 teve o trem de pouso partido no acidente da sexta-feira

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Boeing 767 Acidente Quebra Trem de Pouso Bucareste
O B767 após o acidente – Imagem: AvHerald

Uma nova imagem divulgada pela autoridade de aviação da Romênia mostra como ficou o trem de pouso do Boeing 767 que se acidentou nesta sexta-feira, 28 de agosto, ao pousar em Bucareste.

Na ocasião, o vídeo mostrava que a aeronave da empresa aérea Omni Air, com 64 pessoas a bordo (a informação preliminar de 80 foi atualizada), efetuou um pouso comum e suave, sem intercorrências, mas enfrentou problema com o trem de pouso principal esquerdo instantes depois.

Até então, não era possível saber se houve apenas o fechamento do trem de pouso por alguma falha simples de travamento, ou se teria ocorrido uma falha estrutural do conjunto.

Agora, a imagem pela Autoridade de Investigação e Análise de Segurança da Aviação Civil (AIAS) do país, divulgada junto ao comunicado sobre o caso, mostra que a situação foi realmente séria, envolvendo a quebra da reforçada estrutura projetada para suportar grandes cargas durante os mais duros pousos.

Quebra Trem de Pouso 767 Omni Air Bucareste
A situação do trem de pouso após o acidente – Imagem: AIAS

Veja a seguir o que a AIAS comentou em seu comunicado:

“A Autoridade de Investigação e Análise de Segurança da Aviação Civil foi notificada em 28.08.2020, por volta das 15h00 (hora local), da ocorrência de um evento de aviação civil no Aeroporto Internacional “Aurel Vlaicu” de Bucareste-Băneasa (Código ICAO: LRBS), no qual estava envolvida uma aeronave Boeing 767 com matrícula N423AX.

O evento ocorreu por volta das 11h54min UTC (horário local 14h54min), e havia 49 passageiros e 15 tripulantes a bordo da aeronave.

Desde as primeiras informações, na corrida após o pouso na pista 07 do Aeroporto Internacional “Aurel Vlaicu” Bucareste-Băneasa, o trem de pouso principal do lado esquerdo da aeronave falhou.

Os passageiros e membros da tripulação a bordo foram desembarcados com segurança.

Este acidente de aviação civil está sujeito a uma investigação de segurança. Para o efeito, a AIAS nomeou uma comissão de inquérito, que se deslocou ao local para recolher informações preliminares e realizar as primeiras atividades de investigação, a fim de apurar as causas e circunstâncias que levaram ao acidente deste avião.

Um relatório de investigação de segurança preliminar como resultado deste evento será divulgado pela AIAS dentro de 30 dias.”

Caso você não tenha visto ou queira rever o vídeo do pouso, que capturou o momento da quebra, basta clicar aqui para acessar.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias