Funcionários da PIA são demitidos por roubo de dados e tráfico de drogas

A Pakistan International Airlines (PIA) segue em seu processo de limpeza interna após inúmeros escândalos e, por isso, demitiu mais 74 funcionários após fraudes em seus diplomas, licenças e habilitações, além de outros problemas como tráfico de drogas.

Segundo o portal Outlook India, dos 74 demitidos nessa onda, 27 foram por licenças ou diplomas falsos, 31 por atitudes não autorizadas (sem especificação), seis por não seguirem regras internas, quatro por dano à propriedade da PIA, três por roubo de dados do governo e um por tráfico de drogas. Outros dois foram demitidos por atividades ilegais, provavelmente não relacionadas com a empresa em si.

No total, o número de funcionários demitidos chega a 177, depois do escândalo que surgiu nos desdobramentos do acidente com o Airbus A320 da companhia.

Uma grande investigação acerca da formação dos pilotos da PIA foi conduzida após o acidente do A320 em Karachi, que vitimou um total de 98 pessoas. Neste pente-fino, foi descoberto que até 40% dos pilotos da empresa tinham licenças-falsas.

A crise na empresa é tão grande que a União Europeia impediu a aérea de fazer voos para os países membros:

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Avião Airbus A380 Emirates

Últimos Airbus A380 da Emirates só devem chegar em 2022

0
No dia de ontem, 2 de dezembro, foi anunciado que a Emirates receberá seus últimos A380 em 2022, pois dois deles serão entregues em abril