Esta garota de 19 anos combate incêndios pilotando helicópteros na Califórnia

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A Califórnia e a Costa Oeste dos Estados Unidos estão em chamas, e uma jovem garota ajudou a combater este incêndio sem precedentes!

© Acervo Pessoal

O nome dela é Ashli Blain. Com 19 anos e natural do estado de Montana, ela voa em helicópteros desde que tinha duas semanas de vida. Sim, você não leu errado, com duas semanas ela já estava a bordo de um helicóptero.

Tudo começou dias após o seu nascimento, quando sua mãe foi de helicóptero para uma festa. A aviação faz parte da sua família, que tem sociedade na Billings Flying Service, uma empresa de aviação especializada em combate a incêndio com helicópteros.

Por causa disso, ela tem voado desde os 13 anos, segundo reporta a NBC News Montana. “Eu tive muita sorte, meu pai e tio são sócios da Billings Flying Service, então eu cresci numa família voltada para a aviação”, afirmou a garota.

Ela e seu pai trabalharam no final de agosto num incêndio no condado de Santa Clara, ao sul da baía de São Francisco, no estado da Califórnia.

Eles foram chamados para cobrir uma outra tripulação que precisava descansar. Apesar do tempo corrido, tudo deu certo. “Foi impressionante, um dos maiores incêndios que eu já participei”, disse Ashli, que combate o fogo desde a temporada de 2019 de incêndios florestais.

Mas agora ela parou com os voos como “bombeira” para iniciar sua graduação. “Eu estava combatendo até um dia antes da orientação, cheguei em casa às 02h00 da manhã e a orientação era às 09h00, então foi um dia muito corrido”, afirmou a piloto.

Orientação é o primeiro dia na vida dos novos universitários nos EUA. Neste dia eles são apresentados para os reitores, coordenadores de curso e serviços da faculdade, como refeitório, esportes, eventos e até a polícia local.

Estranhamente ou não, Ashli está cursando Contabilidade no Rocky Mountain College, uma pequena faculdade na sua cidade natal, Billings.

Boeing Chinook da Billings Flying Service © Divulgação

“Infelizmente agora não consigo combater on incêndios, o que é um pouco desapontante para mim, especialmente agora que a temporada está no ápice”, comentou Ashli.

Ashli tem uma experiência de dar inveja: ela é comandante do Sikorsky UH-60/S-70 Blackhawk, e co-piloto no Boeing Chinook. Além disso, já voou aviões Cessna monomotores e também está habilitada para jatos Cessna Citation, além de vários outros helicópteros.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Tribunal nos EUA aprova proposta modificada da LATAM para o DIP

0
O LATAM Airlines Group S.A. recebeu a aprovação para a proposta de financiamento modificada para o DIP (Debtor in Possession), apresentada em 17 de setembro