Garuda Indonesia cancela encomendas do Boeings 737 MAX

A companhia nacional da Indonésia, a Garuda Indonesia, tomou hoje uma ação drástica ao cancelar todos os seus pedidos remanescentes para o Boeing 737 MAX 8 após dois acidentes envolvendo a aeronave.

A decisão vem duas semanas após a queda do 737 MAX da Ethiopian e cinco meses após o acidente do mesmo modelo da conterrânea Lion Air.

Ambos acidentes apontam para erro no sensor de angulo de ataque resultou em um comando descendente feito pelo novo sistema MCAS, desconhecido pelas aéreas e pilotos até o primeiro acidente com a Lion Air.

O porta-voz da Garuda, Ikhsan Rosan, disse ao Washignton Post que a decisão foi tomada porque “os clientes tem pouca confiança no modelo”. Ikshan também informou que a Boeing foi comunicada por e-mail e terão uma reunião com a fabricante no próximo dia 28. “A discussão não será fácil” complementou o porta-voz.

A companhia já recebeu um Boeing 737 MAX 8 e teria ainda 49 para serem entregues. A Garuda é a primeira companhia a cancelar pedidos após os acidentes, mas a Norwegian Air e a Enter Air afirmaram que vão cobrar da Boeing os prejuízos recorrente do groundeamento de suas frotas.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Avião Embraer C-390 Millennium

Renomado prêmio internacional é conquistado pelo jato C-390 da Embraer

0
A Embraer destaca que sua nova estratégia de negócios tem foco no crescimento com aumento da rentabilidade e o C-390 desempenha um papel importante.