Gênero Neutro: Aérea JAL bane uso de “Senhoras e Senhores” nas chamadas a bordo

A Japan Airlines (JAL) é a última companhia aérea a adotar uma política de gênero neutro, incluindo a chamada a bordo de suas aeronaves. Segundo o portal Paddle Your Own Kanoo, a empresa já tinha uma chamada de gênero neutro quando feita em japonês, mas por questões da própria língua local.

No entanto, a chamada a bordo em inglês ainda incluía os termos “Ladies and Gentleman“, em português “Senhoras e Senhores“. A partir de agora, esses termos serão banidos da companhia, que irá simplesmente utilizar “Bom Dia/Boa Tarde/Boa Noite”. A mudança entrá em vigor em outubro e em todos os voos da companhia, e tem como objetivo tornar a empresa mais inclusiva, principalmente com o público LGBT.

Ações ao redor do mundo

Em abril do ano passado, a United anunciou que se tornaria a primeira nos EUA a permitir que os passageiros se identificassem como outros gêneros além de homens e mulheres. Num tweet, a empresa dizia: “voe como você se identifica. Nossas novas opções de gênero não-binárias estão agora disponíveis” A peça incluía uma imagem dizendo que seus clientes agora podem reservar bilhetes como ‘Mr’, ‘Ms’ ou ‘Mx’ – o que significa não especificado.

Toby Enqvist, diretor de atendimento ao cliente da United, disse na época: “A United está determinada a liderar o setor de inclusão LGBT, e estamos muito orgulhosos de ser a primeira companhia aérea dos EUA a oferecer essas opções de reserva inclusivas para nossos clientes. A empresa está entusiasmada em compartilhar com nossos clientes, independentemente de se identificarem, como masculino ou feminino, que estamos tomando as medidas necessárias para demonstrar nosso cuidado por eles, além de fornecer treinamento adicional aos funcionários para nos tornar ainda mais acolhedores para todos os clientes e funcionários.

British Airways, Air New Zealand, American Airlines e Delta confirmaram que estavam se preparando para trazer mais opções de gênero. Desde 1º de junho de 2019, as companhias aéreas da Airlines for America permitiram que os passageiros escolhessem ‘não especificado’ e ‘não divulgado’, além de ‘masculino’ e ‘feminino’.

Um porta-voz disse: “As companhias aéreas americanas valorizam uma cultura de diversidade e inclusão, tanto no local de trabalho quanto para nossos passageiros, e trabalhamos duro todos os dias para atender às necessidades de todos os viajantes, proporcionando uma experiência de voo segura, segura e agradável”.

Outras empresas aéreas que adotaram essa politica foram a Air Canada e a easyJet. Já a concorrente japonesa da JAL, a ANA, está estudando fazer esta mudança.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias