GOL define data para voltar a voar internacionalmente

Avião Boeing 737-800 GOL

A empresa brasileira tinha suspendido os voos internacionais em meados de março, quando a fronteira de diversos países começaram a fechar. Antes da pandemia, a empresa mantinha operações para diversos países das Américas, incluindo Argentina, Chile, Paraguai, Uruguai, Bolívia, Peru e Estados Unidos.

Após um hiato, agora a empresa define uma data para reiniciar parte destes voos, com reinício em Setembro, a partir do hub da empresa no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

A informação foi compartilhada pelo executivo da GRU Airport, João Pita em seu perfil do LinkedIN. Ele cita que a empresa voltará a voar para Buenos Aires, Santiago, Assunção, Montevidéu, Santa Cruz de La Sierra e Lima.

Os voos para os EUA, saindo de Brasília e de Fortaleza para Orlando e Miami, ainda não têm previsão de volta e são uma grande dúvida se retornarão em algum momento próximo. O principal motivo é a crise do coronavírus, mas também há a questão do 737 MAX: sem esse modelo a empresa era obrigada a usar o 737-800NG, que tem que fazer uma parada de reabastecimento no Caribe, antes de chegar nos EUA, adicionando tempo e custos.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Não há lugar para mais aviões: final da Libertadores lota os...

0
Estima-se que apenas do Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, decolem mais de 50 voos fretados.