GOL inicia sua esperada operação de turboélices na chamada “Ponte Aérea da Barra”

Concepção artística em simulador de voo de um C208 com as cores da Gol

A última semana marcou o início das operações da Gol Linhas Aéreas Inteligentes na apelidada “Ponte Aérea da Barra”, que conecta Congonhas ao pequeno aeroporto de Jacarepaguá, próximo da Barra da Tijuca, no Rio. No total, são três voos ida e volta por dia, operados de segunda à sexta, com aeronaves Cessna C208 Caravan da Twoflex – a imagem acima é apenas ilustrativa, já que as aeronaves estão na pintura da Two.

O serviço foca principalmente em atender ao público de negócios que mora na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, ou que tenha negócios na região carioca, sendo que um dos benefícios reside no fato dos passageiros não precisarem se deslocar até os aeroportos Santos Dumont ou Galeão, resultando num ganho de tempo bastante relevante.

Operações da Twoflex, venda da Gol

Esta operação é inédita, já que nenhuma companhia ligou o Aeroporto de Congonhas com o Aeroporto de Jacarepaguá. O uso do termo “Ponte Aérea da Barra”, no entanto, é uma adaptação do termo “Ponte Aérea” oficial, que é usado há 60 anos na ligação do Santos Dumont com Congonhas.

Ponte Aérea da Barra
Localização dos aeroportos da cidade do Rio de Janeiro – Google Maps

Como citado acima, o avião que vai operar a rota é um C208 que leva até 9 passageiros. Pelas regras da passagem, o cliente da companhia poderá levar uma bagagem de mão de até 10kg, além de uma de 23kg despachada.

A venda das passagens é exclusiva no site da GOL e as passagens estão disponíveis a partir de R$600 o trecho – é salgado se comparado à Ponte Aérea tradicional, mas a operação é de nicho, então o ganho de tempo dos empresários certamente compensará. Nós vamos acompanhar a evolução do serviço e reportar o nível de sucesso do trecho, inédito no Brasil e, portanto, tão aguardado.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.