Início Empresas Aéreas GOL voará com jatos e turboélices para o interior gaúcho, saindo de...

GOL voará com jatos e turboélices para o interior gaúcho, saindo de SP

O início dos voos da GOL Linhas Aéreas para o interior gaúcho já está definido, e também foi noticiado que eles serão realizados com jatos Boeing 737 e turboélices ATR-72.

O foco da GOL na aviação regional vem numa crescente desde antes da pandemia, a partir de contratos operacionais com empresas empresas como a VoePass e a antiga TwoFlex (quando não era parte da Azul). A chegada do Coronavírus, no entanto, atrapalhou uma parte desses planos, que são retomados a partir de agora. Dentre os primeiros destinos estão rotas no interior do Rio Grande do Sul.

Nessa semana, segundo publicou o Deputado Frederico Antunes (PP-RS), foi feita uma nova reunião com a GOL Linhas Aéreas, anunciando para setembro o início das vendas de passagens para as cidades de Pelotas, Santo Ângelo, Santa Maria e Uruguaiana. Todos os voos serão conectados a São Paulo.

Imagem: Deputado Frederico Antunes

As cidades de Caxias do Sul e Passo Fundo já contam com voos regulares para São Paulo – Guarulhos operados pelos Boeings 737-700 da GOL. A novidade fica por conta de Santa Maria e Uruguaiana, que terão voos com os jatos 737, e de Santo Ângelo e Pelotas com o ATR-72, operado pela VoePass, segundo o jornal Diário do Comércio.

O voo de Pelotas até São Paulo, por exemplo, deverá durar em torno de 2 horas e 20 minutos considerando a velocidade média do ATR de 250 nós (463 km/h), apenas para título de curiosidade, já que a distância em linha reta entre as cidades é de 1.083 quilômetros.

Ainda segundo o jornal, o início das rotas para Uruguaiana será em 30 de março do ano que vem, seguida por Santo Ângelo em 30 de junho e por fim Santa Maria em outubro de 2022, em dia ainda a ser definido.

Projeção de rotas da GOL no RS – GreatCircleMapper

Um detalhe importante é que, apesar da GOL ter comprado a MAP, e essa compra estar passando hoje por análise do CADE, a empresa já tinha anunciado que não irá operar os turboélices ATR próprios, de modo que o contrato de parceria deve permanecer nas mãos da VoePass.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A