Governo brasileiro negocia fretar Airbus A340 para voo inédito entre Cidade do Cabo e Brasil

O Itamaraty está em fase final de negociações para fretar um Airbus A340 da South African Airways com objetivo de repatriar brasileiros que estão presos na África do Sul.

Airbus A340-600 da South African Airways

A Embaixada do Brasil em Pretória comunicou em nota que o voo irá repatriar os brasileiros que não conseguem sair do país devido ao decreto do presidente Cyril Ramaphosa, que proibiu todos os voos, sejam domésticos ou internacionais.

Com isso, a Latam ficou impedida de fazer sua rota São Paulo – Joanesburgo com o Airbus A350, tendo conseguido apenas uma exceção no voo de regresso de um fretamento da MSC Cruzeiros para Bali, quando resgatou alguns clientes que estavam presos em Joanesburgo.

Porém, em torno de 200 brasileiros estão presos na Cidade do Cabo sem poder sair via terrestre ou aérea por causa da quarentena imposta pelo governo sul-africano. Por causa disso, a rota do A340 será Joanesburgo – Cidade do Cabo – São Paulo, marcando o primeiro voo sem escalas entre estas duas últimas cidades.

Segundo divulgado pelo Itamaraty e solicitado à ANAC, o Airbus irá decolar às 15h do dia 6 de abril de Joanesburgo, chegando às 17h10 na Cidade do Cabo, e decolando para o Brasil às 21h10. O pouso no Aeroporto Internacional de Guarulhos está previsto para as 4h10 da madrugada do dia 7, terça-feira.

Por fim, o retorno do jato para sua base em Joanesburgo acontecerá às 5h10 da manhã do dia seguinte (quarta-feira, 8 de abril). Essa será uma visita agora rara do maior avião da South African Airways, modelo que deixou de operar regulamente no Brasil há alguns anos.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias