Governo indiano ficará com um Jumbo da Air India até a chegada dos Boeings 777 VIPs

O governo da Índia ficará com um dos Jumbos da companhia aérea estatal do país para uso presidencial, até que os dois Boeings 777 VIPs encomendados sejam entregues até 2024.

Avião Boeing 747 Air India
Boeing 747-400 da Air India – Imagem: Adrian Pingstone [CC]

As autoridades indianas estão preparando a Air India para a rodada inicial de licitações da venda da companhia aérea. E entre os preparativos envolvidos, uma das aeronaves Boeings 747 da frota da empresa foi removida da lista de inventário nos documentos de venda, segundo o Hangar24.

A aeronave Boeing 747 agora está sendo transferida para a subsidiária regional Air Alliance e será usada exclusivamente pelo estado e pelo governo, bem como pelo presidente e o primeiro-ministro, em visitas oficiais a nível internacional.

Até agora, a Air India sempre teve que configurar um de seus Jumbos cada vez que era necessário realizar uma visita de Estado.

Agora, um dos aviões se tornará uma aeronave VIP permanente, até 2024, quando a Índia acabar receber os dois novos Boeings 777 com interiores VIPs para substituir o Jumbo. A primeira aeronave 777 estará pronta em 2020, mas ainda será utilizada apenas em voos nacionais.

Depois de 2024, o governo planeja vender a aeronave Boeing 747. O dinheiro da venda também será usado para quitar dívidas, assim como a venda da própria companhia aérea.

A Air India possui cinco Boeings 747 na frota, mas uma das aeronaves está armazenada em Mumbai desde 2013 e hoje precisa de tantas peças de reposição e de motores que provavelmente nunca voltará ao ar.

VT-ESN
O Boeing 747 inativo em Mumbai

Os Boeings 777 VIPs

Os dois novos Boeings 777, que estão sendo adaptados para serem as futuras aeronaves VIPs de longo curso para a Índia, terão os dispositivos de segurança mais avançados do mundo, incluindo sistemas de alerta de mísseis e dispensadores de contra-medidas.

Avião Boeing 777-300ER
Boeing 777-300ER

As futuras aeronaves “Air India One” (como serão chamadas quando estiverem com o presidente a bordo) serão equipadas com grandes suítes de autoproteção (SPS) de contramedidas por infravermelho (LAIRCM) por um custo estimado de US$ 190 milhões. O Departamento de Estado dos EUA aprovou a ‘venda militar estrangeira’ dos dois 777 LAIRCM SPS.

A Boeing entregou os dois 777-300 de alcance estendido (ER) à Air India em janeiro de 2019. A companhia aérea então enviou-os para Fort Worth, em Dallas, para serem equipados com os mais recentes sistemas de segurança e comunicação, para que possam substituir os Jumbo de mais de 26 anos usados nos longos voos internacionais.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

ANAC divulga orientações para aluguel, empréstimo e calibração de ferramentas

0
Durante as discussões do Programa Voo Simples, lançado em outubro deste ano pela ANAC e pelo Governo Federal, foram identificadas dúvidas