GRU Airport realiza Exercício Simulado de Emergência Aeronáutica

O GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo realizou, na última quarta-feira, 23 de maio, o Exercício Simulado de Emergência Aeronáutica (ESEA), em alinhamento com órgãos civis e militares de socorro e salvamento da região do aeroporto. A ação visa avaliar a preparação das diferentes instituições envolvidas no atendimento a uma situação de acidente aéreo real.




O ESEA simulou o atendimento às vítimas de uma aeronave que teria saído da pista, logo após a aterrissagem durante uma emergência por falha hidráulica. O evento contou com a presença de 50 voluntários do aeroporto, que receberam treinamento de primeiros-socorros e comportamento em situações de crise.

Além dos voluntários do aeroporto, havia um total de 18 passageiros a bordo, entre eles um bebê, todos maquiados e com máscaras simulando ferimentos, e em torno de mais 100 pessoas entre integrantes da Polícia Militar, Polícia Rodoviária, Corpo de Bombeiros do aeroporto e do município, SAMU, Defesa Civil, ANAC, entre outros. Dois helicópteros, sendo um da Polícia Militar e outro da Civil, participaram da simulação.

Os bombeiros foram os primeiros a chegar para combater o fogo e atender as vítimas, que foram logo retiradas da aeronave e colocadas deitadas em um local afastado da aeronave. Logo em seguida chegaram as ambulâncias e os passageiros começaram a ser separados por lonas em diferentes cores. Verde para os passageiros que estavam com ferimentos leves, laranja para feridos moderados e vermelha para feridos graves.

À medida que os procedimentos de atendimento prosseguiam, as vítimas eram levadas a diversos hospitais de Guarulhos através dos helicópteros e das ambulâncias.

A simulação ocorreu na cabeceira 09 e durou cerca de duas horas e meia, e cumpre as normas estabelecidas pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI) e pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), sem qualquer impacto nas operações regulares de pouso e decolagem.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.