Grupo de Germán Efromovich é o único na disputa pela Jet Airways

Jet Airways 777
Boeing 777 da companhia já operou no Brasil em voos da Etihad Airways

As chances de um renascimento da indiana Jet Airways minguaram ainda mais após o fundo russo RA Creator estar à beira de ser desclassificado, deixando o sul-americano Grupo Synergy, de German Efromovich, como o único pretendente para a companhia aérea falida.

O fundo russo não forneceu informações suficientes sobre a resolução da insolvência da Jet Airways e nem depositou o montante obrigatório exigido para ter acesso aos dados da companhia aérea, tornando-o inelegível para a licitação.

Enquanto isso, os credores ainda estão conduzindo as diligências (processo conhecido como “due diligence”) no conglomerado sul-americano Synergy Group Corp., após esse ter mostrado interesse em investir na Jet Airways. A empresa, que detém uma participação majoritária na colombiana Avianca Holdings, a segunda maior companhia aérea da América do Sul, está à procura de uma participação majoritária também na indiana.

No entanto, não há quase chances de o Synergy Group Corp. obter controle da empresa já que ele precisa de um parceiro indiano, de acordo com os atuais regulamentos de investimento direto estrangeiro do país. Atualmente, uma empresa estrangeira pode ter até 49% de participação numa empresa indiana. O Synergy Group ainda está a buscar uma entidade indiana para ser sua sócia no negócio.

Germán Efromovich, fundador e CEO do grupo Synergy, viajará para a Índia em 15 de setembro para conversar com os credores da Jet Airways. O acesso a “slots prime” nos principais aeroportos, uma fatia em um programa de passageiro frequente rentável e alguns aviões relativamente antigos parecem ser os únicos ativos da falida empresa. A Jet Airways suspendeu as operações em abril devido a uma grave crise.

Informações do LiveMint

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Com 44 passageiros, pouso de A220 sob nevasca termina em ‘runway...

0
O voo comercial terminou no incidente de "runway excursion" nesta sexta-feira, 3 de dezembro, durante pouso sob nevasca.