Grupo Hainan anuncia que venderá toda sua participação na Azul

O grupo Hainan Airlines venderá sua participação remanescente na Azul, já que sua controladora HNA Group continua a se desfazer de alguns dos inúmeros investimentos globais que fez nos últimos anos.




A companhia aérea chinesa venderá seus 19,4 milhões de American Depositary Shares (ADRs) listados na Bolsa de Valores de Nova York, segundo um prospecto apresentado em 27 de junho. As ações equivalem a uma participação de 17,8% das ações preferenciais da Azul ou a uma participação econômica de 17,2% na companhia aérea.

A medida não afetará o relacionamento comercial da Azul e da Hainan, segundo anunciou a companhia. No entanto, enquanto Azul e Hainan delinearam planos para um codeshare e outras iniciativas comerciais quando houve a compra da participação em 2016, eles ainda não formaram o código compartilhado, mostram os dados de operações da FlightGlobal. O aspecto mais proeminente da cooperação até o momento foi a transferência da encomenda de Airbus A350-900 da Azul para a HNA no ano passado.

A venda acontece quando a HNA trabalha para levantar capital após anos de aquisições globais impulsionadas pela dívida. Movimentos recentes incluem um aumento de capital planejado de 7,03 bilhões de ienes (US $ 1,09 bilhão) na Bolsa de Xangai no início de junho, e a venda de 4% da participação da Hainan na Azul para a United Airlines por US $ 138 milhões em abril.

A Hainan pagou US$ 450 milhões por uma participação de 23,7% na operadora brasileira em 2016. Com base no preço da ação ADR da Azul em 26 de junho, a Hainan deverá obter um retorno de aproximadamente 5% sobre seu investimento original.

 
Informações pela FlightGlobal.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.