Grupo Lufthansa encomenda 787 e A350 para substituir quadrijatos

O grupo Lufthansa está constantemente em busca da modernização da sua frota de longo curso. Na reunião de hoje baseado na recomendação do conselho executivo, o conselho supervisor aprovou a compra de 40 novos aviões.

Serão 20 aeronaves Boeing 787-9 Dreamliner e mais 20 Airbus A350-900 que irão substituir aeronaves de quatro motores. Os novos aviões serão entregues entre o fim de 2022 e 2027.

Os pedidos em preços de tabela chegam ao montante de $12 bilhões de dólares. Como é típico, nestas encomendas a Lufthansa conseguiu uma redução de preço porém preferiu não divulgar o valor final.

“Ao substituir aviões de quatro motores por novos modelos, nós estamos construindo um futuro sustentável. Em adição ao baixo custo do A350 e do 787, a significante baixa emissão de carbono desses aviões da nova geração também foi um fator decisivo para esta decisão de investimento. Nossa responsabilidade com o meio ambiente tem se tornado mais importante a cada dia como critério para nossas decisões” disse Carsten Spohr, CEO e Chairman do grupo Lufthansa.

Airbus A340-300 operado pela Lufthansa nas cores da Star Alliance

O grupo divulgou a arte do Boeing 787 nas suas três grandes aéreas: a própria Lufthansa, a SWISS e a Austrian Airlines. Porém uma decisão de como estas aeronaves serão distribuídas será feita posteriormente.

Atualmente o grupo contra com cinco modelos de quadrimotores: os Airbus A340-300, A340-600, A380-800 e os Boeings 747-400 e 747-8i. Todos os modelos são operados atualmente pela Lufthansa e o A340-300 é operado pela SWISS juntamente com sua subsidiária Edelweiss Air.

Vale lembrar que a Lufthansa já opera 12 aviões Airbus A350-900 e em 2020 irá receber os seus primeiros Boeings 777-9X.

Venda de seis A380-800 para a Airbus

Na reunião de hoje também foi divulgado a aprovação da venda de seis dos 14 A380 da Lufthansa para a própria fabricante, a Airbus. As aeronaves irão sair da frota da Lufthansa em 2022 e 2023. O preço da venda não foi divulgado.

A Lufthansa continua monitorando a rentabilidade da sua malha aérea mundial. E como consequência disso decidiu reduzir o tamanho sua frota de Airbus A380 de 14 para oito aeronaves por razões econômicas.

A estrutura da sua malha está sendo otimizada de acordo com aspectos estratégicos para dar a companhia mais flexibilidade dando ao mesmo tempo mais eficiência e competitividade. Isto claramente resultará em benefícios para os clientes da Lufthansa.

Pela Assessoria de Imprensa do grupo Lufthansa

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos