Hoje, 30 de setembro: Steve Dickson pilotará um Boeing 737 MAX

Chegou a hora do mundo testemunhar aquele que é tido como um dos grandes momentos do processo de re-certificação do Boeing 737 MAX. A hora em que Steve Dickson, chefe da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA), pilotará um jato do modelo.

“Eu não vou liberar esse avião até que eu mesmo o pilote”, dizia Dickson a alguns meses atrás. Então, chegou a hora de cumprir essa promessa, que é vista como um dos grandes milestones para a liberação da aeronave.

Segundo informado pela ABC News, Dickson chegou a Seattle ontem (29) de setembro e completou os novos requisitos de treinamento de pilotos do 737 MAX e agora prepara-se para assumir os comandos do jato, parado há 18 meses.

Em nota, a FAA informou que “Dickson e o administrador-adjunto, Dan Elwell, estão em Seattle, concluindo o novo treinamento de piloto recomendado para a aeronave como parte da preparação para o voo”. Dickson vai pilotar a aeronave em 30 de setembro às 11h30, horário de Seattle, acrescentou a agência. Isso significa que o voo ocorrerá às 15h30 de Brasília.

Após o voo, Dickson dará uma entrevista coletiva que será transmitida ao vivo por meio das redes sociais da FAA. Pode ser um momento decisivo para a liberação da aeronave e há quem aposte que isso pode acontecer ainda nessa semana.

Por sua vez, a Boeing espera que a FAA certifique o MAX a tempo de permitir que as entregas sejam retomadas no quarto trimestre. 

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias