Início Aeroportos Homem mantém fazenda dentro do Aeroporto Internacional de Narita, no Japão

Homem mantém fazenda dentro do Aeroporto Internacional de Narita, no Japão

Foto de Marek Ślusarczyk por Wikimedia Commons

O fazendeiro japonês Takao Shito mantém sua produção de cebola, alho, cenoura e cebolinha em um endereço bem peculiar: dentro da área do Aeroporto Internacional de Narita, nos arredores de Tóquio, no Japão. O terminal é o maior pólo de voos internacionais do país e movimentou quase 45 milhões de pessoas em 2019.

Quando o Aeroporto de Narita começou a ser construído no final da década de 1960, em uma área de muitas vilas agrícolas, fazendeiros locais iniciaram um movimento popular contra o empreendimento. Em 1971, o Governo Japonês passou a adquirir as propriedades em troca de compensações financeiras.

O pai de Shito se negou a sair e a construção do aeroporto prosseguiu ao redor das suas plantações. A família do pequeno fazendeiro está local há mais de 100 anos e Shito não cogita sair. Ele já recusou uma oferta superior a £ $1,6 milhão para sair de casa.

Atualmente, Shito vende sua produção para cerca de 400 clientes locais e viu o barulho da vizinhança diminuir depois da redução do tráfego em razão da crise da COVID-19. Ele diz que a fazenda consome todo o seu tempo, mas que, nas horas vagas, ele gosta de beber e cantar no karaokê.

Confira a história de Takao Shito no pequeno documentário produzido pela BBC, da Inglaterra (espere carregar).

Sair da versão mobile