Honeywell e DENSO vão desenvolver e fabricar propulsão elétrica para aeronaves

Imagem: DENSO

A DENSO, fabricante no setor de mobilidade, e a aeroespacial Honeywell assinaram um acordo de longo prazo estabelecendo uma aliança focada em unidades de propulsão elétrica para atender às novas necessidades aeroespaciais.

Com base em suas experiências automotivas e aeroespaciais, as empresas desenvolverão e fabricarão sistemas de propulsão elétrica para aeronaves, priorizando inicialmente o segmento de mobilidade aérea urbana (UAM) com foco em táxis aéreos e veículos de entrega.

A DENSO e a Honeywell estão em negociações avançadas com clientes atuais e potenciais, e pretendem entregar configurações de teste de voo dos sistemas de propulsão elétrica no próximo ano.

Imagem: DENSO

Este foco em fontes de energia eletrificadas não só ajudará as empresas a cumprirem a promessa de fornecer um transporte mais limpo, seguro, eficiente e silencioso dentro e entre as cidades, mas também fortalecerá os esforços de cada empresa para alcançar a neutralidade de carbono até 2035.

“As necessidades de mobilidade estão mudando, e esta colaboração demonstra como a DENSO está evoluindo para atendê-las”, disse Jiro Ebihara, executivo sênior e chefe do Grupo de Negócios de Sistemas de Eletrificação da DENSO Corporation. “Embora estejamos comprometidos em alcançar uma sociedade neutra em carbono, ainda precisamos reduzir o tráfego e oferecer mobilidade ecologicamente correta em áreas densamente populadas. Trabalhar com a Honeywell ajudará a resolver esses problemas e promoverá nosso objetivo de criar mobilidade ecológica e sustentável.”

A aliança formal segue o acordo de formação inicial das empresas em 2019. A capacidade da DENSO de produzir componentes de qualidade em escala, combinada com a experiência aeroespacial da Honeywell, resultará em uma aliança capaz de levar o UAM a novos patamares. Além disso, os sistemas de propulsão elétrica da aliança se integrarão perfeitamente aos sistemas fly-by-wire, aviônicos e de atuação da Honeywell, extraindo o máximo de empuxo e sustentação de cada watt de eletricidade.

“As tecnologias da Honeywell têm ajudado a impulsionar o voo humano por mais de 100 anos e, conforme a propulsão elétrica para aeronaves toma forma, a Honeywell estará na vanguarda com parceiros como a DENSO”, disse Dave Marinick, Presidente da divisão de Sistemas de Propusão e Energia da Honeywell Aerospace. “A liderança da DENSO em tecnologia automotiva, combinada com nossa experiência no setor aeroespacial, ajudará a criar maneiras mais limpas e inteligentes para as pessoas se locomoverem em todo o mundo.”

A Honeywell é uma das maiores fabricantes mundiais de eletrônicos, motores e sistemas mecânicos para aeronaves. Seus sistemas voam em praticamente todos os aviões de passageiros junto com milhares de jatos executivos e aeronaves leves. A DENSO, por sua vez, desenvolve tecnologia avançada e componentes para quase todas as marcas e modelos de veículos rodoviários existentes hoje.

A aliança com a Honeywell irá aprimorar a estratégia “Second Founding” da DENSO, uma iniciativa da empresa para gerar valor além do foco em veículos e produzir as tecnologias essenciais para a mobilidade futura. Também reforça as duas grandes causas da DENSO: “Green” – agindo de forma ecológica – e “Peace of MInd” – criando um mundo mais seguro e integrado para todos.

Estes princípios impulsionam a DENSO, à medida que utilizam seus mais de 30 anos de know-how em eletrificação para criar uma mobilidade mais limpa e eficiente e auxiliar a empresa a atingir sua meta e ser neutra em carbono até 2035. A Honeywell também se comprometeu a ser neutra em carbono em suas instalações e operações até 2035.

As duas empresas informam que trabalharão juntas para buscar clientes que possam ajudar a transformar a forma como o mundo se move, tornando o transporte mais seguro, sustentável e eficiente.

Informações da DENSO

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Coelho atropelado por avião leva empresa aérea a pedir um milhão...

0
Um coelho morreu e um Boeing 737-800 não conseguiu voar. Por conta disso, a empresa aérea croata ETF Airways está exigindo um milhão de euros