IAG considera o A321XLR atrativo para voos ao Brasil

Os planos para uma possível versão de alcance estendido do Airbus A321LR são “muito interessantes” para a IAG, revelou seu presidente-executivo Willie Walsh.

Avião Airbus A321neo
A321neo. Imagem: Divulgação / Airbus

Falando ao FlightGlobal, Walsh disse que o derivativo de maior alcance “A321XLR” em que o fabricante europeu está trabalhando é “definitivamente” um ajuste para Aer Lingus e Iberia, e poderia ser “atraente” para British Airways e Level após avaliação adicional.

A Aer Lingus já tem oito A321LRs encomendados. Walsh diz que o plano de negócios exige outros seis do tipo, mas o A321XLR poderia “claramente” substituir alguns desses pedidos.

Walsh diz que o alcance extra disponível com a variante de maior alcance torna o A321XLR “atraente” também para a Iberia.

Ele vê o A321XLR como sendo viável para rotas no Nordeste do Brasil, África e na costa Leste dos EUA. “Nós costumávamos voar para Recife, por exemplo, então podemos voltar a servir mercados estes mercados pequenos em termos relativos para os A350 e A330”.

Avião Airbus A321neo A321lr
A321LR, a primeira versão de maior alcance já em operação

O diretor comercial da Airbus, Christian Scherer, sugeriu planos para versões de longo alcance do A321. Perguntado sobre quando poderiam estar disponíveis para entrega, ele disse: “O mais cedo que você pode esperar de qualquer nova versão de um A321 com algum trabalho sério seria 2023-24”.

Espera-se que a Airbus confirme a versão de alcance estendido da A321LR no Paris Air Show deste mês, apoiada pelos compromissos dos clientes.

Informações pelo FlightGlobal.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.