Iberia passa a usar carrinhos de pushback de controle remoto

Foto – Iberia

A companhia aérea de bandeira espanhola Iberia Líneas Aéreas, parte do Grupo IAG, está investindo em novas tecnologias que lhe economizarão milhares e dólares, sendo uma delas os novos carrinhos de pushback da Mototok, comandados por controle remoto. Segundo comunicado à imprensa, a Iberia Airport Services está incorporando nos aeroportos de Madrid e Barcelona e os veículos foram denominados “Green Pushback”

Trata-se de um inovador trator elétrico que vem ganhando espaço no mercado por permitir ser controlado por controle remoto, reduzindo emissões e eliminando custos com equipe de terra.

Até ao final de Outubro a Iberia Airport Services terá oito unidades deste equipamento. A empresa diz que, além de ser muito silencioso, cada veículo irá reduzir as emissões de CO2 em 23.000 quilos por ano e aumentar a segurança operaciona, ao mesmo tempo em que melhora a pontualidade e oferece um melhor serviço aos clientes.

Veja no vídeo abaixo o equipamento em funcionamento (espere carregar).

Esses veículos Mototok Spacer 8600 permite rebocar aeronaves da família A320, largamente usados pela Iberia e a low-cost Vueling, do mesmo grupo. Além disso, possui grande autonomia, com sua de 80V permitindo rebocar até 28 aviões sem a necessidade de recarga. 

A implantação dos carrinhos é parte da estratégia da empresa de migrar, cada vez mais, para tecnologias inovadoras e cortar custo ao mesmo tempo em que se torna mais sustentável. Nos últimos anos, a empresa aérea trocou quase metade de sua frota de carros por veículos elétricos e implementou inúmeras iniciativas de sustentabilidade.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Concluída recuperação de uma das cabeceiras da pista do aeroporto de...

0
Foi feita a entrega da obra de recuperação de uma das cabeceiras da pista do aeroporto, e a outra está em fase de conclusão do serviço.