Incidente em voo com Boeing 747 da British leva a alteração no manual de voo do Jumbo

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

O incidente ocorreu em 29 de junho de 2019, quando o Jumbo da British fazia um voo regular de Londres para Phoenix, nos Estados Unidos.

Avião Boeing 747-400 British Airways
Boeing 747-400 – Imagem: Petr Kratochvil [CC]

Na data referida acima, um Boeing 747 da British Airways decolou do aeroporto de Heathrow em Londres às 14:28 horas. Pouco tempo depois, logo ao atingir o nível de voo de 33.000 pés (FL330), a tripulação se deparou com o problema: indicações de velocidades errôneas levaram ao acionamento do sistema de alerta de excesso de velocidade (overspeed) e do sistema de alerta de estol (stall), com a vibração do manche, típica deste último.

A tripulação conseguiu contornar o problema, seguindo as instruções contidas no Manual de Voo da aeronave, empregando dois procedimentos, um para os casos de alertas errôneos de overspeed e outro para os casos de stall. O voo prosseguiu normalmente, sem novos incidentes até seu destino, no aeroporto Internacional de Phoenix, EUA.

O que revelou a investigação?

Agora, no último dia 30 de abril, um boletim divulgado pela Air Accidents Investigation Branch – AAIB, órgão responsável no Reino Unido pela investigação de acidentes e incidentes aeronáuticos, revelou os detalhes e considerou a ocorrência como incidente grave.

A AAIB acredita que o incidente ocorreu por conta de falha em um dos Air Data Computer (ADC) da aeronave, nesse caso o localizado do lado direito do avião. O ADC é o computador responsável nas aeronaves modernas por tratar e fornecer leituras de dados da aeronave como velocidades, altitude, número Mach, velocidade vertical, temperatura, etc, que são coletados através do sistema de pitot da aeronave.

Assim, com a falha sendo proveniente do ADC, o boletim mostra que a AAIB julgou desnecessário o emprego do procedimento para o caso de alerta de stall, mas que a atitude foi influenciada por falta de precisão nas informações do Manual de Voo.

Imprecisão nas informações do Manual

Embora o Manual de Voo da aeronave possua nota apontando que “alertas no sistema de aviso de overspeed e baixa velocidade (Speed Low) possam ocorrer erroneamente ou simultaneamente”, não há menção sobre o alerta de stall fazer parte deste caso. Isso porque a fabricante presumiu que os pilotos entenderiam que o tratamento a ser dado a este alerta de stall estaria incluído na resposta dada aos casos acima, quando ocorrendo simultaneamente com eles.

Porém, sem a menção no Manual, a tripulação considerou que deveria reagir ao alerta de stall com o outro procedimento específico para este caso, concluiu a AAIB. O órgão de investigação também destacou que o Manual deveria ser mais claro quanto a este caso, evitando que essa falta de informação leve a mais trabalho pela tripulação em um momento crítico que requer atenção.

Assim, a Boeing planeja atualizar o procedimento no Manual da aeronave para incluir uma nota sobre o alerta de stall simultâneo ao de overspeed e Speed Low.

A aeronave que sofreu o incidente foi entregue à companhia Britânica em 1990, estando, portanto, na época do evento, há 29 anos em operação.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

https://www.aeroin.net/passaro-atinge-em-cheio-motor-de-jatinho-de-igreja-que-sai-da-pista-em-bauru/

Rodnei Diniz
Engenheiro aeronáutico e mecânico, atuante em gestão de manutenção aeronáutica, aviação geral, executiva e comercial. Atento aos detalhes, gosta de ler e escrever sobre a história da aviação.

Veja outras histórias

Tripulantes da Azul aprovam o fim antecipado da redução de salário...

0
Veja como votaram comissários, copitolos e comandantes para o fim do regime de redução de jornada de trabalho e salários da Azul.