IndiGo contrata pilotos no Brasil, salário chega a R$1 milhão anual

A IndiGo Airlines, empresa aérea low-cost da Índia, irá selecionar comandantes de Airbus A320 em São Paulo com prioridade para contratação de pilotos da Avianca e salários anuais de quase R$1 milhão.

A IndiGo informa ainda que já tem 22 comandantes brasileiros com contrato assinado, 17 em procedimento para contratação e que precisa de “quantos mais puder encontrar”.

A companhia reembolsa despesas com viagem e hotel para candidatos convocados para a seleção que sejam de fora de São Paulo. Outro diferencial é que a companhia contrata pilotos com até 62 anos de idade, com oportunidade de voar até os 65 e se aposentar.

O futuro comandante terá duas opções de escala: seis semanas voando e duas semanas folgando ou 12 semanas voando e quatro semanas de folga. Em ambas opções o salário anual é de incríveis $269.400 dólares, em torno de R$985 mil reais, sem contar com dedução de impostos.

Após a dedução fiscal o salário vai para $175.100 dólares (R$640 mil reais) que se traduzem em $14.500 (R$53 mil) mensais.

Mas para chegar nisso é necessário diversos requisitos, veja abaixo:

  • Possuir habilitação de Piloto de Linha Aérea (PLA);
  • Certificado Médio Aeronáutico de 1ª classe válido;
  • Mínimo de 5 mil horas de voos totais, sendo 2 mil como comandante em aeronave multimotoras e, destas, 500 em aeronaves da família A320;
  • Ter voado alguma aeronave da família A320 nos últimos 48 meses;
  • Ter menos de 62 anos na data de entrada na companhia.

Já os candidatos que não voaram o A320 nos últimos 48 meses podem participar desde que cumpram os requisitos abaixo:

  • Cumprir todos os requisitos acima com exceção da experiência de 48 meses no A320;
  • Completar com sucesso o exame médico e a avaliação no simulador;
  • Assinar um contrato com a IndiGo com a condição de ser aprovado no teste de PLA na Índia;
  • Completar o treinamento atual de A320 na companhia (sujeito a pagamento conforme informado abaixo).

Observações:

  • A IndiGo informa que irá fornecer o treinamento recorrente para os candidatos. Isso significa que os candidatos não terão que pagar antecipadamente pelo treinamento recorrente, economizando aproximadamente US$ 5.500 em custos para se juntar à empresa.
  • Devido à situação de Recuperação Judicial da Avianca Brasil, funcionários desta terão preferência na seleção. Após estes (e também para estes) a seleção seguirá a preferência do candidato mais experiente para o menos experiente.

Para participar, é necessário mandar e-mail com currículo para Tony McKenzie em tony@aeropersonnel.com ou para o Comandante Josué Torres em josue@aeropersonnel.com.

Com informações do Sindicato Nacional dos Aeronautas.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos