O infeliz voo de um só passageiro em um avião de mais de 200 assentos

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Imagine-se viajando em um avião de mais de 200 assentos como único passageiro. Seria uma experiência no mínimo curiosa. Poder escolher onde sentar, deitar nas fileiras de poltronas vazias, sentar nos assentos com mais espaço, tudo isso seria possível visto que você estaria sozinho na cabine de passageiros como cliente.

Avião Airbus A320 Titan Airways
Airbus A320 da Titan Airways – Imagem: Olivier CABARET / CC BY

Esse fato aconteceu com um sudanês de 27 anos, mas a história não é feliz como parece.

Segundo reportou o Air Live, Ismail havia migrado para Londres de forma ilegal, através do canal da mancha, e foi detectado pelas autoridades de imigração. O voo em questão estava deportando-o do Reino Unido com Ismail como único passageiro a bordo.

Apesar do propósito da operação, ela foi denunciada e duramente criticada pelos ambientalistas de Rennes, na França, onde a aeronave pousou.

Segundo eles, o voo tem um alto custo ambiental pelo rastro de carbono deixado e é um desperdício de dinheiro público. “Como um voo pode ser fretado para apenas 1 homem?”, indagaram os ambientalistas.

A deportação teria ocorrido em um avião de 180 assentos da Titan Airways, mas o modelo não foi especificado. Pela capacidade, deveria se tratar de seu Airbus A320. Mas, em uma pesquisa pelo histórico de voos da frota da empresa, nota-se que o A321 de matrícula G-POWW, com 220 assentos, foi o que esteve em Rennes no dia 1º de outubro, sendo, portanto, a provável aeronave utilizada.

Apesar de curiosa, essa não foi a primeira vez que uma aeronave comercial carregou apenas uma pessoa. Conforme reportamos em março de 2020, a empresa American Eagle, uma subsidiária da American Airlines, levou apenas uma passageira em um voo entre Washington DC e Boston.

Sheryl Pardo contou à CBS, rede de televisão americana, que estava nervosa em viajar durante o início do auge da pandemia, pois não sabia se poderia cruzar com alguém infectado, mas para a sua surpresa, dividiu a cabine do avião apenas com 2 comissários.

Mas, apesar de parecer excepcional, veja que essa curiosa situação não acontece apenas em situações de deportações ou no meio de uma das maiores pandemias da história da humanidade.

O turista lituano Skirmantas Strimaitis, que estava indo esquiar na Itália em março de 2019, também foi o único passageiro a bordo de um Boeing 737-800, conforme reportou o G1. Além dele estavam na aeronave, que ia da capital lituana Vilnius até Bérgamo, mais 2 pilotos e 5 comissários.

Por último, mas não menos curiosos, um britânico foi o único passageiro de um voo da Air Zimbábue de Johannesburgo a Victoria Falls (Zimbábue). Segundo Nigel Short, a tripulação foi muito gentil anunciando seu nome em todos os anúncios feitos no voo, mas não ofereceram um dos 12 assentos de classe executiva que havia a bordo do 737-800 que operava o voo.

Segundo publicação da BBC, essa não é a primeira vez que a empresa leva apenas 1 passageiro. Há relatos de que o fato ocorreu mais duas vezes, uma em 2011, em um voo entre Victoria Falls (Zimbábue) e Harare, e em 2006, de Dubai a Harare.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Claudio Brito
Apaixonado por aviação desde o berço como filho de comissário de bordo, realizou o sonho de criança se tornando comissário em 2011 e leva a experiência de quase 10 anos no mercado da aviação. Formado Trainer em Programação Neurolinguística, conseguiu unir suas duas paixões, comunicação e aviação.

Veja outras histórias

Ações da Airbus passam a compor o índice DAX40 da bolsa...

0
A Airbus tornou-se membro do novo índice DAX40 na Alemanha, com vigência a partir de hoje. Em 3 de setembro de 2021, a Deutsche Börse