Iniciativa norueguesa propõe limitar a quantidade de voos por pessoa

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A limitação de voos por pessoa pode parecer algo absurdo para alguns, mas é exatamente o que o Partido Verde da Noruega propõe em um novo projeto.

A medida não tem a ver com questão de igualdade social, e sim com o meio ambiente. O Miljøpartiet De Grønne, ou simplesmente MDG, propõe que o país siga a França e troque aviões por trens em algumas rotas, e até coloque cotas pessoais de voo.

As propostas foram feitas pensando na próxima eleição de setembro, segundo reporta a Forbes. Segundo elas, o MDG também quer que propagadas de voos domésticos sejam banidas e que os free-shops sejam fechados.

A questão mais polêmica, que é da cota de voo, levaria em conta onde a pessoa mora e sua acessibilidade, e também fatores socioeconômicos. A ideia é reduzir o uso do avião e trocar pelo trem, que é menos poluente, mas também sem deixar ninguém desconectado e com dificuldade de viagens.

“Pessoas nas áreas rurais terão mais cotas de voo e podem comprar mais de quem mora em grandes cidades”, afirmou Ulrikke Torgersen, principal candidato do MDG para o condado de Rogaland.

Implementar isto não é fácil, ao contrário dos vizinhos do sul, que contam com trens de alta velocidade como o francês TGV e o alemão ICE, a Noruega não tem trens tão rápidos. A rede em si é relativamente boa e conectada, mas uma viagem de trem de Oslo para Bergen, que são as duas maiores cidades do país, e respectivamente atual e antiga capital, dura seis horas. Já de avião o trajeto é feito em apenas 40 minutos.

A topografia do país, por sua vez, complica a construção de rodovias de via dupla e de alta velocidade.

O isolamento às vezes é vencido apenas por voos em pequenos aeroportos, que contam até com torre de controle remota onde pousam jatos como os novos Embraer E2:

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias