Jato Embraer E2 volta a ser comentado, agora por um comandante da KLM

Comandante Gertjan Visser, que você vê no vídeo abaixo nesta matéria

Já tem virado quase rotina. Os aviões da nova geração E2 da Embraer, muito mais modernos do que seus antecessores, têm sido constantemente elogiados por pilotos de todas as empresas aéreas em que já estão operando pelo mundo. Ou quase todas, já que a Air Astana, do Cazaquistão, recentemente fez acusações de ser uma aeronave insegura, o que causa certa estranheza por ser uma voz solitária em meio a todos os operadores.

E entre os muitos elogios recebidos, mais um acaba de aparecer, dessa vez vindo de um piloto de um dos mais importantes operadores dos E2, a holandesa KLM, que já tem quatro unidades do E195-E2 entregues pela Embraer entre fevereiro e maio, de uma encomenda de 25 exemplares.

Em um vídeo recentemente publicado pela KLM em seu quadro “Estagiário em Missão”, a companhia colocou sua estagiária Annabel para conhecer o novo modelo de avião da frota.

E durante a produção do conteúdo, ela conversou com o comandante Gertjan Visser, piloto sênior que faz parte do projeto de implantação dos E-Jets E2 na empresa aérea holandesa, e que já pilota os jatos Embraer E1 há 12 anos, tendo feito parte também da implantação dos E190 E1 em 2008 e E175 E1 e 2016.

E a primeira palavra usada pelo experiente comandante para descrever o E2 é “Fantástico!”, citando que estava realmente entusiasmado na época do E190 e E175, mas que este novo modelo é “um verdadeiro prazer em pilotar”.

Segundo Gertjan, a KLM já havia encomendado os E2 muito antes da crise da aviação gerada pela Covid-19, por conta do foco em sustentabilidade, mas agora o jato brasileiro se encaixou perfeitamente nas necessidades da retomada da pandemia.

Quando questionado por Annabel sobre como se sentiu com o novo avião, ele comenta, referindo-se ao tamanho e conforto da cabine de passageiros: “Bem, na primeira vez que entrei, eu realmente precisei dar uma segunda olhada, porque é muito maior do que eu estava acostumado.”

Depois, com ambos ao cockpit, o comandante fala de uma notável diferença da nova geração: as telas e displays do painel são muito maiores do que ele estava acostumado. Porém, ele complementa que, felizmente, há pouquíssimas diferenças em relação aos E1, como redução de alguns botões, o que é fundamental para uma maior comunalidade operacional entre os jatos, facilitando a transição dos pilotos.

Sobre a sustentabilidade da geração E2, Gertjan explica que três motivos fundamentais levam à eficiência do avião: os enormes motores, que são muito eficientes em consumo de combustível; o novo design aerodinâmico, com asas muito maiores e estabilizadores menores na cauda; e a parceria entre a Embraer e a KLM para promover a maior redução possível no peso da aeronave, como através, por exemplo, de modernos assentos mais leves e um processo de pintura eficiente que reduz a quantidade de tinta utilizada.

Annabel também conversou como Cecilia, uma das comissárias que voa nos jatos Embraer da KLM. Ela é mais uma que faz elogios ao E2, afirmando que o equipamento tem sido uma ótima experiência tanto aos tripulantes quanto aos passageiros.

Cecilia cita os bagageiros superiores muito maiores, os novos assentos, o maior espaço entre assentos e “alguns detalhes legais, como as portas USB nos assentos e, meu favorito, a iluminação da cabine”, que pode ser configurada com qualquer cor a partir do painel digital do controle.

Veja no vídeo a seguir todos os detalhes acima descritos, em bonitas imagens gravadas por fora e por dentro do Embraer 195-E2. Embora o áudio do vídeo esteja todo em holandês, dependendo do dispositivo em que você estiver assistindo, poderá utilizar as configurações no canto do vídeo para adicionar legendas com tradução automática para o português. Mas, independente do áudio, as belas cenas falam por si só!

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Motor PW P&W GTF PW1100G

Nova ferramenta identifica fenômeno antes que ele destrua o motor do...

0
Motores de combustão, como os de aeronaves, permanecem sob risco de danos catastróficos por um fenômeno chamado "oscilações de combustão".