Jato é encontrado quebrado e sem identificação à beira de estrada

Um jato particular Gulfstream II não registrado foi encontrado no último domingo (30) destruído à beira de uma estrada perto da área de fronteira entre México e Belize.

Jato executivo Gulfstream II acidentado estrada Belize

Segundo o Noticaribe, a aeronave acidentou-se em um campo aberto ao lado de uma estrada de terra em Blue Creek, no distrito de Orange Walk. Como resultado do impacto, a fuselagem da aeronave dividiu-se em duas partes.

Os serviços de emergência que se deslocaram até o local da aeronave não encontraram sinais de ninguém por perto, muito menos de objetos pessoais ou carga dentro da aeronave. As autoridades agora suspeitam que a aeronave estava sendo usada para traficar drogas ou outras substâncias / itens proibidos.

Devido ao aumento da presença policial em Petén, na Guatemala, e à destruição de várias pistas clandestinas na área, imagina-se que os pilotos estariam indo para lá e teriam mudado sua rota de voo, ficando sem opção de pista clandestina conhecida para o pouso.

Flight Safaty Foundation lista a aeronave como não registrada, no entanto, identificou-se tratar-se da unidade de número de série 199, que realizou seu primeiro voo em 1977.

Notam-se as letras ‘PVO’ no motor, no entanto, não há registro completo. A pintura da aeronave parece ser da matrícula N511TL, que foi exportado dos Estados Unidos para um proprietário desconhecido no México em novembro de 2017.

Sem planos oficiais de voo registrados e com a natureza ilegal do voo, é improvável que uma investigação determine algo. Como a pesquisa na área não encontrou ninguém por perto, é também improvável que ocorram prisões nesse estágio.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.