Jato executivo chinês ARJ21 CBJ será apresentado pela primeira vez no China Airshow

Pela primeira vez, a fabricante de aeronaves Commercial Aircraft Corporation of China (COMAC) apresentará seu ARJ21 CBJ no China Airshow, que acontece entre os dias 28 de setembro e 3 de outubro. O modelo é baseado no jato regional que já realiza voos comerciais em seu país.

A primeira apresentação do projeto do CBJ aconteceu em 2019, mas ele teve poucas aparições desde então. A ideia da COMAC é oferecer o jato a clientes chineses, principalmente, e a países onde a China tem maior influência. Segundo a fabricante, é um jato de longo alcance que pode ser configurado com 12 a 29 lugares, uma suíte, lounge, sala de reuniões, sala de estar e sala de jantar, dependendo da demanda do cliente.

Um dos argumentos de venda é que o avião tem um melhor isolamento acústico do que concorrentes, reduzindo o ruído do motor para 55 decibéis – mais silencioso do que uma rua movimentada. Com um alcance de 5.500 quilômetros, ele poderia se adaptar a uma ampla variedade de condições de voo, desde temperaturas extremas a grandes altitudes e fortes ventos laterais.

O ARJ21 iniciou voos comerciais em 28 de junho de 2016, com produção em massa a partir de setembro de 2017. Mais de 100 ARJ21s serão entregues nos próximos cinco anos, à medida que a COMAC desafia o domínio da Bombardier e da Embraer em jatos regionais.

Confira abaixo abaixo mais fotos de conceitos que poderiam ser aplicados na versão executiva.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

O dia em que passageiros voaram sentados em cima de...

0
Operação histórica, levou Guernica, o quadro mais famoso de Pablo Picasso, de volta para a Espanha depois de 40 anos longe da terra natal.