JetBlue e Moxy confirmam encomendas de 120 Airbus A220-300

A JetBlue Airways e a Moxy firmaram pedidos para 120 aeronaves A220-300, o modelo maior da nova série A220. A intenção das duas companhias já era conhecida desde meados de 2018, mas os pedidos efetivos só ocorreram na última semana do ano.

JetBlue

O pedido concluído pela companhia norte-americana JetBlue na última semana de dezembro contempla 60 unidades do A220. A Airbus produzirá os A220-300 em uma nova instalação de montagem nos EUA, em Mobile, Alabama. A construção da planta, a ser localizada adjacente à instalação de montagem do Airbus A320, começará no final deste mês.

A frota atual de aeronaves Airbus da companhia fundada por David Neeleman inclui 193 aeronaves A320 e A321ceo em operação, com um pedido adicional de 85 aeronaves A321neo.

Moxy

A companhia aérea start-up de codinome “Moxy” assinou um pedido firme com a Airbus para compra de 60 aeronaves A220-300.

A Moxy é a nova empresa aérea liderada por David Neeleman. Além da Moxy e da JetBlue, Neeleman também fundou a Azul e é investidor controlador na revitalização da TAP Air Portugal.

Planos para a Moxy, uma companhia aérea de baixo custo, foram revelados no Farnborough International Air Show em julho. “O A220-300 é o avião certo para uma nova companhia aérea que será focada no serviço e satisfação ao passageiros”, disse Neeleman.

O A220 reúne aerodinâmica de última geração, materiais avançados e os turbofan de última geração PW1500G da Pratt & Whitney para oferecer pelo menos 20 por cento menos queima de combustível por assento em comparação com as aeronaves da geração anterior, e um alcance de até 3.200 nm (5.020 km).

Com uma carteira de encomendas de mais de 500 aviões até agora, o A220 pretende ganhar parte do mercado de aeronaves de 100 a 150 assentos, estimado em pelo menos 7.000 aeronaves nos próximos 20 anos.

Informações pela Airbus.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.