KLM vai aposentar todos os aviões da Airbus e operar somente com Boeing

A companhia holandesa KLM, que recentemente completou 100 anos de operações, irá padronizar sua frota com jatos Boeing, divulgou o seu CEO enquanto falou da aposentadoria do Airbus.

Airbus A330 KLM
Airbus A330 da KLM em Amsterdã

O executivo Pieter Elbers, que comanda a companhia aérea mais antiga do mundo, colocou 2025 como data-limite para aposentadoria dos Airbus da frota. Atualmente, a empresa conta com 13 jatos Airbus A330, sendo 8 do modelo -200 e 5 da variante maior, a -300. Inclusive, esse é o modelo de jato que opera no Brasil na rota Amsterdã – Fortaleza.

Apesar de não ter uma data exata, sabe-se que em 2025 será aposentado o últimos dos Airbus da empresa, que também já operou o A310. Os aviões Airbus serão substituídos pelos Boeings 787 Dreamliners.

É importante recordar que a empresa chegou a encomendar o Airbus A350, mas um processo de simplificação de frota conduzido em conjunto com sua empresa-irmã Air France, repassou esses pedidos à empresa francesa que, por sua vez, repassará seus Boeings 787 para a companhia holandesa.

Embraer é Boeing

A companhia holandesa tem uma subsidiária regional, a KLM Cityhopper. Essa empresa, no ano passado, aposentou seus lendários Fokker 100, trocando-os pelos brasileiros Embraer E175 e E190.

Para somar, a Cityhopper tem encomendas firmes do novo Embraer E195-E2, o maior jato comercial já fabricado no Brasil. Com a compra da divisão comercial da Embraer pela Boeing, pode-se afirmar que a KLM se torna 100% Boeing a partir de 2025, assim que o último Airbus for embora.

Frota e mudanças

Atualmente, a companhia mais antiga do mundo conta com 121 aeronaves dos modelos Boeing 737-700/800/900, 747-400/400 Combi, 777-200ER/300ER, 787-9 e 787-10, além dos Airbus A330-200/300.

Outro ponto é que o voo de Amsterdã para Fortaleza deverá ser futuramente operado pelo Boeing 787 da KLM, seguindo os passos da irmã Air France que planeja introduzir a aeronave na rota Paris – Fortaleza no próximo ano. As duas rotas mantém ótima taxa de ocupação devido ao mini-hub estabelecido em parceria com a GOL.

Contamos com informações do Luchtvaart Nieuws

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias