LATAM entrega 1º lote de protetores faciais produzidos em seu Centro de Manutenção de Aeronaves

O Centro de Manutenção da LATAM no Brasil (MRO) realizou nesta semana as primeiras entregas dos protetores faciais de uso hospitalar produzidos para apoiar a demanda por equipamentos de segurança das equipes médicas que estão atuando no combate à COVID-19.

Protetores Faciais Face Shield Centro de Manutenção de Aeronaves LATAM
Imagem: LATAM

Até o momento, foram doadas 170 unidades reutilizáveis. Os primeiros hospitais atendidos foram o Hospital Universitário da Universidade Federal de São Carlos, UPAS e SAMU, também de São Carlos, cidade onde fica localizado o Centro de Manutenção da companhia no Brasil. A expectativa é que mais cinco hospitais de São Paulo recebam lotes de protetores faciais deste tipo até o início de maio.

Para a produção, a companhia direcionou parte de sua operação, contando com o conhecimento de funcionários especialistas em componentes plásticos e engenheiros químicos. A empresa projeta doar cerca de 400 protetores faciais por mês para hospitais.

Máscaras de tecido para funcionários

Além dos protetores faciais (face shield) para hospitais, o Centro de Manutenção da empresa também está produzindo máscaras de tecido para ampliar a proteção dos funcionários da companhia, em conformidade com as recomendações das autoridades de saúde.

A estimativa é que até meados de maio todos dos funcionários de aeroportos, cargas, mecânicos e tripulantes da companhia no Brasil recebam um kit com três máscaras de tecido reutilizáveis para proteção individual, além de outros EPIs que já são normalmente distribuídos aos funcionários de acordo com o tipo de atividade desempenhada.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.

Comentários estão fechados.