LATAM anuncia prejuízo de US$ 114 mi no segundo trimestre

Custos mais altos de combustíveis, voos cancelados por greves e aeronaves paradas por problemas técnicos com os motores Rolls-Royce impactaram os resultados da LATAM, que detém a maior operação na América Latina.




No período, a empresa também sofreu um impacto de US$ 79 milhões devido a um efeito cambial adverso, principalmente devido à desvalorização do real.

O desempenho trimestral também foi afetado por uma greve dos tripulantes no Chile e uma greve de caminhoneiros no Brasil, principal mercado do grupo.

As receitas da empresa com filiais em Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai e Peru, subiram 3,7%, a US$ 2,36 bilhões no segundo trimestre. A margem operacional no trimestre atingiu 0,3%.

O grupo reduziu sua previsão de margem operacional para este ano para entre 6,5% e 8%, ante previsão anterior de 7,5% a 9,5%. Fatos estes que devem ter pesado na decisão de terceirizar parte de sua operação no Brasil.

Com informações do Relatório de Investidores da LATAM

André Le Senechal

Piloto comercial, ICAO 5. Formando no Bacharelado de Aviação Civil. Respira o ar do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos. Profissional de infraestrutura aeroportuária e controle/despacho operacional de voos. Plane Spotting e Simuladores de voo.