LATAM atinge importante marco ao completar seu 1º Check estrutural de B777 em Guarulhos

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Boeing 777-300ER LATAM
Boeing 777-300ER da LATAM

A LATAM acaba de atingir um marco importante em seu Centro de Manutenção localizado no Aeroporto Internacional de Guarulhos, ao completar o primeiro Check estrutural de um Boeing 777.

A informação foi divulgada nos últimos dias com muito orgulho e entusiasmo por profissionais da companhia, como José Roberto Clapis, coordenador sênior de manutenção, e Túlio Mayoral Almeida, planejador sênior de manutenção.

Túlio já havia anunciado no final da semana passada a conclusão do Check S, um pacote de inspeções estruturais, e, neste final de semana, José Roberto também falou sobre a conquista da equipe.

Segundo a LATAM, o Check S4 é um grande serviço programado de manutenção, efetuado a cada doze anos no modelo 777, que envolve desmontagens e inspeções detalhadas da estrutura da aeronave.

O PT-MUD, por exemplo, que acaba de ser o protagonista deste marco da LATAM, havia parado no dia 9 de dezembro e somente começou a fazer os testes de solo para conclusão da manutenção quase dois meses depois, na quarta-feira, 3 de fevereiro.

No dia seguinte, 4, um voo de mais de 1 horas e 30 minutos foi executado para avaliação das condições do 777-300ER, para finalmente voltar às operações comerciais na sexta-feira, 5.

O PT-MUD fazendo o voo de verificação – Imagem: FlightRadar24

A conclusão deste Check é importante porque até agora tal serviço no Boeing 777 era sempre executado em outros países, já que o Centro de Manutenção da LATAM em São Carlos, no interior de São Paulo, nunca recebeu o maior avião da frota da companhia, possivelmente por não ser viável a instalação de uma estrutura de tal magnitude no pequeno aeródromo paulista.

Veja a seguir dois vídeos que mostram imagens de Boeings 777 passando por Check de manutenção, e note como diversos lugares, tanto internos quanto externos, são desmontados para a realização das inspeções.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Avião Airbus A319 Avianca

Após 4 anos, Avianca recontrata cerca de 100 pilotos que participaram...

0
A Avianca chegou a um acordo com seus pilotos para a reintegração progressiva de cerca de 100 aviadores que deixaram a empresa em 2017.