Latam já tem data para retornar voos para Austrália e Nova Zelândia

Um dos voos mais longos da LATAM Airlines, e que faz uma “viagem” no tempo, está com data para retornar.

Imagem: Travelport

A rota Santiago do Chile – Auckland (Nova Zelândia) – Sydney (Austrália) é uma das mais longas da empresa, e uma das poucas internacionais operadas de maneira rotativa, em que a empresa voa entre a cidade neozelandesa e a australiana tanto na ida como na volta, e também comercializa os bilhetes do trecho para qualquer passageiro.

Realizados com o Boeing 787-9 Dreamliner, maior aeronave do braço chileno da Latam, o voo faz uma “viagem no tempo” já que atravessa a Linha Internacional de Data. A curiosidade é que, na volta, a aeronave decola e chega “um dia antes” no Chile.

Esta rota era a preferida dos brasileiros para chegar na Austrália e Nova Zelândia, já que oferecia o menor tempo de conexão quando comparado aos voos passando pelo Oriente Médio ou as opções com conexão via Buenos Aires, com a Air New Zealand, ou pelo próprio Chile, com a Qantas.

Segundo informações da Cirium, a rota retornará no primeiro trimestre de 2022 com três voos semanais com o 787-9, aumentando para seis voos por semana até o fim do mesmo período.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Avião Embraer ERJ-145 CommutAir United Express

Jatos Embraer ERJ-145 da CommutAir ganham uma renovação total em seu...

0
A empresa aérea regional americana CommutAir anunciou na segunda-feira (6) o lançamento de um esforço para atualizar e substituir