Latam Pass e Rappi assinam parceria de acúmulo de pontos

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

O LATAM Pass, programa de fidelidade do Grupo LATAM e o Rappi Travel, vertical de viagens do Rappi, se unem em uma parceria para trazer mais possibilidades de acúmulo de pontos para os clientes que desejam planejar viagens futuras.

A parceria irá compor diversas mecânicas atrativas ao longo da sua existência. Como promoção de lançamento, a partir de hoje (18) até o dia 18 de janeiro de 2021, clientes da categoria Elite LATAM, clientes que possuem cartão do programa de fidelidade do Grupo LATAM ou que fazem parte do Clube LATAM Pass, ganham até 1.000 pontos ao se cadastrarem e fazerem o primeiro pedido no Rappi. Demais clientes que se cadastrarem e realizarem a primeira compra no aplicativo ganham 500 pontos. Mais informações sobre a parceria podem ser encontradas aqui.

Atualmente, o LATAM Pass conta com 45 parceiros que incluem sites de compra online, empresas de turismo – como hotéis, locadoras de carro, etc – além de parcerias que possibilitam acúmulo de pontos e que contemplam os e-commerces mais renomados do mercado dos segmentos de eletrônicos, moda e outros.

“A parceria com o Rappi é reflexo do nosso esforço para melhorar a experiência do cliente, trazendo mais diversidade à nossa carteira de parcerias e possibilidades de acúmulo. Desde a mudança de marca, estamos focados em realizar alianças estratégicas e que atendam ao perfil do nosso público e de sua necessidade de compra. Esse anúncio apenas comprova que estamos no caminho certo”, destaca Bruno Montalvão, gerente comercial do LATAM Pass.

Informações da Latam

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Uma nova companhia entrará em operação em 2021 voando Boeings 747

0
A holandesa ATC deve entrar em operação nos próximos meses de olho no marcado de cargas entre Ásia e Estados Unidos.