Latam passa a oferecer um novo serviço de bordo da Ponte Aérea e outras rotas

A LATAM Airlines Brasil passa a oferecer, a partir de hoje, algumas novidades no seu serviço de bordo doméstico como da Ponte Aérea – São Paulo (Congonhas) – Rio de Janeiro (Santos Dumont) , bem como no trecho São Paulo – Curitiba, algumas das rotas mais atendidas e premium do país.

Clientes que embarcarem entre esses aeroportos, das 6h às 10h, poderão desfrutar de pães de queijo e pães de batata, café, água ou suco, já os que viajarem entre 17h e 21h poderão também finalizar o dia com um happy hour, com salgados, cerveja, refrigerantes, café ou água.

Desde novembro a LATAM está oferecendo o novo serviço nos voos que partem de São Paulo (Congonhas) com destino às capitais Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre, e também no trecho que liga Brasília ao Rio de Janeiro (Santos Dumont). Nos demais horários e rotas a companhia segue oferecendo o serviço cortesia de bolachas e bebidas.

Batalha pela rota premium

Com a entrada da Azul na Ponte Aérea, no fim de agosto, a concorrência ficou mais acirrada. De lá para cá, as concorrentes têm se movimentado para diversificar o atendimento dentro e fora dos aviões. Todas as empresas têm intensificado suas ações de promoção de marca na rota, seja com novos itens de serviço de bordo, novas parcerias ou com ações na área de embarque.

Além disso, as empresas têm procurado por novoc nichos de mercado, como é o caso da Gol, que, através de uma parceria com a Twoflex, abriu a operação inédita entre o Aeroporto de Jacarepaguá, próximo da Barra da Tijuca, e Congonhas.

Ponte
LATAM A319

Enquanto isso, a Azul busca oferecer um novo produto na Ponte Aérea tradicional entre Congonhas e Santos Dumont, a partir da introdução do Airbus A320neo na rota, ainda em fase de testes.

60 anos de Ponte Aérea

A Ponte Aérea começou com um acordo firmado entre as principais companhias aéreas brasileiras, que ofereciam várias frequências diárias entre os aeroportos Santos Dumont e Congonhas em São Paulo.

No dia 5 de julho de 2019, a ligação aérea entre as duas cidades mais populosas do País, São Paulo e Rio de Janeiro, completou 60 anos de atividades ininterruptas. Os grandes protagonistas dessa história são os aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ), administrados pela Infraero desde os anos de 1980, cuja conexão por ar figura entre as quatro mais movimentadas do planeta.

Símbolos de tempos de glamour, boemia, ou negócios, os terminais carioca e paulista dão, hoje, lugar ao vai-e-vem dos mais de 26,5 mil passageiros diários da Ponte Aérea, sem mencionar aqueles com destino a outras localidades. Milhões de pessoas a cada ano, que se encantam pela conveniência e beleza na chegada ao centro do Rio, com vista para o Pão de Açúcar e a Baía de Guanabara, ou a São Paulo, cujo paliteiro de prédios e grande movimento de carros, observados da janelinha, antecipam o frenesi da cidade, a poucos quilômetros do aeroporto.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.