Latam tem autorização final para voar de São Paulo às Ilhas Falkland

O governo argentino formalizou a autorização que faltava para a companhia aérea LATAM começar a operar o voo entre São Paulo e as Ilhas Falkland, com escala em Córdoba, conforme havia sido acordado entre os governos da Grã-Bretanha e da Argentina há algum tempo. A permissão foi dada pelo decreto 602/2019 com as assinaturas de Mauricio Macri, Marcos Peña, Jorge Faurie e Guillermo Dietrich, publicados ontem (2) no diário oficial.

Atualmente, a conexão entre o continente e as ilhas está sendo coberta com apenas um voo mensal, também da LATAM, partindo de Punta Arenas, no Chile, que faz parada em Río Gallegos. A autorização garante uma segunda ligação, a ser realizada quatro vezes por mês entre a maior cidade brasileira e as Falklands, sendo uma delas com parada em Córdoba.

Os ilhéus pedem há anos um segundo voo semanal que possa conecta-los com o continente. Além do voo da Latam, a outra única ligação aérea com a ilha é feita aeronaves militares (Airbus A330) da RAF, a partir de Brize Norton, no Reino Unido, com uma parada técnica, duas vezes por semana.

Apesar do território ser inglês, para a Argentina é tratado como um voo doméstico, assim, os moradores da ilha não precisarão de passaporte para o voo até Córdoba, mas precisarão para poderem entrar no Brasil.

O voo inaugural, que conectará Mount Pleasant a São Paulo/Guarulhos, está previsto para 6 de novembro e irá operar toda quarta-feira.

Se você se animou para conhecer as Ilhas Falkland, veja o que tem por lá:

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.