Lembra do B757 que ‘torceu a coluna’ nos Açores? A ajuda veio de Antonov

Foto de Antonio Souza

Na última semana, os moradores de Ponta Delgada, nos Açores portugueses, testemunharam a incomum visita de um gigante Antonov 124 Ruslan da companhia aérea Volga-Dnepr Airlines. Foi a primeira vez que uma aeronave do modelo aterrissou no Aeroporto Internacional João Paulo II e a visita levou muitos curiosos ao aeroporto.

Proveniente de Atlanta, onde fica a sede da Delta Airlines, o russo foi fretado para transportar o material que vai ser usado no reparo do seu Boeing 757 que ‘torceu’ a fuselagem após um pouso (muito) duro em 18 de agosto.

Naquela ocasião, o encontro com a pista açoriana foi tão violento que causou danos estruturais ao 757. Em um primeiro momento, pensou-se que os danos pudessem até retirar o avião de operação, mas a Delta ainda acredita que ele consegue ser recuperado.

Após os reparos, o avião deverá retornar aos Estados Unidos vazio e com restrições de altitude e velocidade, a fim de uma análise mais completa nas oficinas da Delta.

Boeing 757 ficou ‘torcido’ após o duro pouso

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.