Lendário jatinho Learjet terá a produção encerrada e 1.600 serão demitidos

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

O mais clássico jato executivo de todos os tempos, o Learjet, chega ao fim com o encerramento de sua produção pela Bombardier.

Learjet 35 © bomberpilot

Nascida em Wichita, no estado do Kansas, polo aeronáutico que também é berço da Beechcraft e da Cessna, a LearJet revolucionou o mercado de aviação executiva com a produção do primeiro jato de pequeno porte (light jet), o Learjet 23 (abaixo). Apesar de ter apenas uma janela e levar seis passageiros, e aparentando ser até um pouco apertado, ele foi uma revolução para a época.

Desde o começo, todos os aviões da Lear, como é chamada a empresa pelos seus fãs e operadores, se destacavam pela performance excepcional, com ótimas razões de subidas, altas velocidades (que incluem diversos recordes) e também capacidade de operar em pistas curtas, criando um novo mercado para os jatos executivos.

Os “foguetes” da Lear foram muito populares, venderam mais de 3 mil unidades e deram a base para os jatos Challenger da Bombardier, que adquiriu a Learjet em 1990. Do Challenger, nasceram os jatos regionais CRJ e os aviões executivos Global, que hoje estão entre os maiores do mundo ao lado dos Gulfstream.

Learjet 23

Mas toda a história tem um fim e com os jatos Learjet não seria diferente. Por conta de um esforço de otimização de custos, a Bombardier decidiu cortar a produção do Learjet 75, última geração da família Lear. Segundo a Bloomberg News, isso resultará em 1.600 demissões e numa economia de $400 milhões de dólares até 2023.

A empresa já avisou aos clientes que irá encerrar a produção do Lear no final deste ano, sem uma data definida, mas que já irá reduzir as taxas de produção.

No Brasil o Learjet é um dos jatos executivos mais populares, sendo utilizado pela Força Aérea Brasileira, além das empresas de táxi aéreo Líder e SETE, operadores privados e, no passado, teve como representante oficial de vendas a Oceanair Táxi Aéreo.

Learjet 45 (PR-OTA)
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Aberto ao público, começa hoje o 1º encontro nacional da indústria...

0
Em formato híbrido, com atividades virtuais e presenciais, o 1º evento do setor aeroportuário oferece uma programação inovadora.