LOT negocia com a Boeing a conversão do 787 para versão cargueira ou Combi

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

A polonesa LOT Airlines está conversando com a Boeing para converter temporariamente alguns de seus jatos 787 de passageiros para cargueiros, mas a empresa também fala em colocar uma porta de carga na aeronave.

Foto de Jacek_Bonczek (CC)

Atualmente, a LOT voa com 15 jatos 787 Dreamliner das variantes -8 e -9 com capacidade para até 294 passageiros. Inclusive, é um avião que já apareceu algumas vezes no Brasil, sendo a última delas no mês passado quando fez um voo de repatriação de poloneses retidos no Rio devido ao novo coronavírus.

E, ainda por causa do vírus, a empresa entrou com um pedido em que declara o desejo de modificar temporariamente seus jatos para cargueiros. O porta-voz da empresa, Michal Czernicki, afirmou que a empresa “está conversando com a fabricante sobre adaptar o Dreamliner para transporte de carga. Se conseguirmos aprovação e atendermos a todos os requisitos de segurança, seremos a primeira do mundo a usar o 787 para isso”, afirmou o porta-voz para a Reuters.

Não foram passados detalhes de como seria essa conversão, mas é fato que diversas aéreas como a Avianca e a Latam já utilizam o 787 para levar cargas durante a pandemia, mas sem retirar os assentos, algo que já é feito em outros aviões. Portanto, dependendo de como a Boeing trabalhará esse “787 Combi”, o resultado pode ser de interesse de vários players de mercado.

Além da retirada de assentos, que seria a modificação mais simples, outras alterações possíveis incluem a instalação de uma porta de carga para permitir um carregamento mais rápido e também de contêineres no deck principal, que necessitarão de um reforço no piso da aeronave.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

El Al Airlines chama jovem de 27 anos de “marionete do...

0
O Conselho da El Al está tentando impedir a transferência do controle da tradicional companhia aérea israelense para Eli Rozenberg, que adquiriu 42,89%