Lufthansa confirma aposentadoria do A380, o maior avião de passageiros do mundo

A Lufthansa informou hoje, 5 de novembro, durante sua apresentação de resultados do trimestre, que ainda conta com um cenário pessimista à frente e antecipou mais mudanças de estrutura e frota, como a aposentadoria do maior avião de passageiros do mundo.

A empresa afirma que revisou suas estimativas de recuperação do mercado para baixo, vislumbrando um cenário pessimista à frente. Com isso, uma de suas ações é atrasar o recebimento de mais aeronaves e assumir que parte da sua frota não irá mais retornar a serviço.

No seu relatório para investidores com resultados do 3º trimestre de 2020, a empresa afirma que “baseado no planejamento de frota atual e as decisões tomadas pelo conselho de acionistas, assumimos que cinco jatos Boeing 747, oito Airbus A380, 17 A340, 15 A319 e 11 A320 serão retirados de maneira permanente”.

Estes oito A380 que a empresa menciona devem se juntar aos outros seis A380 que já foram aposentados e revendidos para a Airbus, fabricante dos gigantes. A empresa não afirmou quando será a data da última devolução do grande avião.

O A380 se tornou uma “pedra no sapato” de diversas companhias aéreas, devido ao seu consumo alto e seu breakeven (ponto de equilíbrio) que só é atingido com o avião voando praticamente cheio, o que lhe obriga a operar em rotas internacionais de altíssima demanda, que justifiquem seu custo operacional. Com isso, um movimento observado no mercado, dentre as empresas que o possuem, é trocá-lo por jatos bimotores mais econômicos.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias