Lufthansa encomenda os jatos Boeing 787 que ‘sobraram na prateleira’

A companhia aérea alemã Lufthansa aproveitou a oportunidade da crise do coronavírus para comprar novos jatos que estavam encalhados na Boeing.

Divulgação: Lufthansa

Em anúncio feito hoje (3), a empresa alemã informou que adquiriu cinco jatos Boeing 787-9 Dreamliner, que nunca foram usados, embora já tenham sido produzidos há algum tempo. Com a maior crise da aviação, a aérea conseguiu negociar com a Boeing preços melhores para a aquisição de novos jatos que estavam prontos, mas que os donos originais decidiram cancelar a encomenda ou postergar o recebimento da aeronave.

A Lufthansa não revelou como será a configuração interna de seus Dreamliners, mas eles serão entregues no inverno europeu (a partir de setembro), após passarem por reconfiguração interna e pintura. Também não foi informado qual ou quais empresas aéreas tinham encomendados os jatos.

Até o momento, a empresa tinha 40 jatos 777-9X e 40 787-9 encomendados, que ainda não tinham sido entregues. Esta encomenda anterior é de aviões totalmente novos, e deve ser iniciada apenas no primeiro trimestre de 2022.

A350 também encomendados

A Airbus, principal concorrente da Boeing, não perdeu espaço em sua cliente fiel. A Lufthansa anunciou hoje que também encomendou um número igual de jatos A350, concorrente do 787.

Divulgação – Lufthansa

Segundo a Lufthansa, serão mais cinco jatos A350-900XWB, fazendo com que a encomenda atual chegue igualmente a 45 aviões. A diferença é que os jatos da Airbus pedidos hoje chegarão apenas em 2027 e 2028, novos de fábrica.

Tanto os novos Boeings quanto os Airbus serão utilizados para substituir o quadrijato A340, que tem consumo 30% maior que estes modelos. Não foi comentada a situação de renovação de frota das subsidiárias SWISS e Austrian Airlines.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Lufthansa

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Boeing 737-300 ex-Transbrasil sai da pista e derrapa até parar na...

0
A aeronave, que estava realizando um voo de carga, ao pousar no aeroporto ultrapassou o limite da pista e foi parar em um gramado.