Lufthansa anuncia estocagem de toda a frota de Airbus A340-600

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Avião Airbus A340-600 Lufthansa
Airbus A340-600

A Lufthansa anunciou oficialmente nesta quinta-feira, 16 de abril, que decidiu retirar de operação todas as aeronaves Airbus A340-600 de sua frota, com a possibilidade de retorno a ser discutida em um futuro não definido.

A companhia alemã afirma que o quadrimotor não deverá ser utilizado nos voos regulares da empresa ao menos pelo próximo um ano a um ano e meio, então decidiu estocar todas as 17 aeronaves no aeroporto de Teruel, na Espanha, onde já havia enviado três unidades do modelo.

Veja a seguir o texto integral do comunicado, traduzido, emitido pela companhia aérea:

“Nas próximas semanas, a Lufthansa desativará temporariamente toda a frota da Airbus A340-600.

Três aeronaves desse tipo já foram transportadas para Teruel, no nordeste da Espanha. As aeronaves de longo curso ficarão estacionadas no aeroporto de lá.

A Lufthansa planeja transferir toda a frota de A340-600, equivalente a 17 aeronaves, para Teruel, onde ficarão desativadas nos próximos 2-3 meses. Essas aeronaves não estarão operando dentro dos serviços regulares programados ao menos pelo próximo um ano a um ano e meio.

Uma decisão sobre o uso futuro da aeronave ou uma possível reativação de no máximo dez aeronaves será tomada posteriormente. 

O Aeroporto de Teruel está localizado entre Saragoça e Valência, no nordeste da Espanha. Com cerca de 240 dias de sol por ano e poucas chuvas, a região é particularmente adequada para aeronaves estacionadas.”

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduado em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Alça voo o primeiro avião comercial movido a hidrogênio do mundo

0
A ZeroAvia, empresa focada em inovação na descarbonização da aviação comercial, concluiu na quinta-feira (24) o primeiro voo mundial movido